O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) lançou o portal Devolutivas Pedagógicas, que traz interpretações para os resultados da Prova Brasil. “Anteriormente, os professores e gestores acompanhavam as notas subindo ou descendo, mas não sabiam o motivo e quais conteúdos deveriam trabalhar. A plataforma vem somar nesse sentido”, explica o gerente de conteúdo do Todos Pela Educação, Ricardo Falzetta.

“Um dos maiores desafios da avaliação educacional é tornar compreensível e útil às escolas o que é coletado pelos testes. O novo portal traz as informações necessárias à compreensão dos dados de desempenho dos estudantes”, completa analista do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd), da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Waldirene Barbosa. Conheça abaixo sete formas práticas de usar a nova ferramenta! 

 
1 – Analise os resultados por etapa
Após buscar sua escola, município ou estado, o próximo passo é escolher a série que você deseja analisar. O site oferece os resultados dos alunos do 5º ano e 9º ano do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio. Você ainda pode escolher entre as disciplinas de língua portuguesa e matemática.
 
2 – Conheça o nível de proficiência dos alunos
Os alunos são distribuídos em níveis de proficiência que vão de 0 a 500. Os itens da Prova Brasil também estão posicionados nessa mesma escala. “No caso de um aluno de proficiência 220, os itens posicionados abaixo desse número são questões que provavelmente ele conseguirá responder. Os itens posicionados acima de 220, não”, exemplifica Falzetta.    
 
3 – Entenda os objetivos de cada questão
Os itens da Prova Brasil são comentados por especialistas. Os comentários ajudam a entender o objetivo curricular daquele item e também os conhecimentos e as habilidades necessárias para que ele seja respondido corretamente pelos alunos. “O comentário descreve o que está sendo avaliado, detalha a sentença e fala na realidade do professor o que ele precisa trabalhar”, destaca Falzetta. 
 
4 – Descubra onde os alunos erraram
Os itens apresentam estatísticas de como o aluno se comportou ao responder a questão, ou seja, qual alternativa ele escolheu. “Por exemplo, você pode descobrir que até alunos de alta performance erraram o valor da fração ½. Isso indica que o ensino específico de fração não está legal e dá pistas dos conteúdos que precisam ser focados”, assinala Falzetta. 
 
5 – Identifique os conteúdos que os alunos apresentam maior dificuldade
O Portal Devolutivas apresenta um gráfico mostrando em qual nível de português ou matemática o aluno se encontra. “Por exemplo, pode haver uma concentração dos alunos no nível 3. Clicando no nível 4, o portal carregará diversas questões com aquele conteúdo que os alunos estão tendo dificuldade em avançar."  
 
6 – Compare os resultados
É possível comparar os resultados da sua escola com outras instituições que possuem o mesmo perfil de alunos, ou com outros municípios, Estados e Distrito Federal. 
 
7 – Monte um caderno de prova
O site oferece a possibilidade de favoritar itens e montar cadernos temáticos. “Posso, por exemplo, criar um caderno só com itens de Geometria, acessá-lo e imprimi-lo”, exemplifica Falzetta. 
 
8 – Leve os dados coletados nas reuniões pedagógicas
Os resultados do Devolutivas fornecem um diagnóstico preciso dos pontos que precisam ser planejados e trabalhados em sala de aula. “O professor deve acessar os dados e levá-los para reuniões de formação, conversas com seus pares e reuniões pedagógicas”, sugere Falzetta. 
 
Veja mais:
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

9 pontos que prejudicam o monitoramento da merenda nas escolas

Conselho de Alimentação Escolar tem papel central na fiscalização das compras e qualidade dos alimentos

Qual a diferença entre livros didáticos e paradidáticos?

Professor é fundamental para a utilização de ambos no processo de ensino e aprendizagem

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.