Além de encantar crianças de todas as idades, a contação de histórias traz inúmeros benefícios para o ambiente escolar, como proporcionar o aprendizado por meio de experiências lúdicas. “Ela estimula a imaginação, a criatividade e contribui na formação da personalidade da criança, transmitindo conhecimento e valores afetivos”, garante o contador de histórias de São Paulo (SP), Rodrigo Libânio. O NET Educação separou sete dicas para ajudar qualquer pessoa a prender a atenção da plateia. Confira abaixo!
 
1 – Conheça bem a história que você irá contar
Ler a história antes de contá-la é importante para entender o seu conteúdo e a sua moral. “Isso faz com que você não precise utilizar o livro. Deixa também a história mais orgânica para ser representada, ficando mais fácil trabalhar com as crianças”, defende. 
 
2 – Não enfatize detalhes
Muitos detalhes apresentados não são realmente importantes. Além disso, se você parar a história a todo o momento para explicá-la, ela ficará longa e desinteressante. “A história, em si, é mais atraente”, afirma. 
 
3 – Olhe para os ouvintes 
Isso ajuda a atrair a atenção dos alunos e faz com que o seu público se sinta mais próximo de você. Uma dica para perder a timidez é começar a treinar com grupos menores de familiares e amigos antes de encarar a audiência mesmo. 
 
4 – Abuse da expressão corporal
Movimentos com o corpo e expressões faciais também são ferramentas importantes na hora de atrair a atenção das crianças para a história, além de deixar a narrativa mais leve.
 
5 – Faça diferentes entonações de voz
Muita gente não sabe, mas simplesmente ler uma história em voz alta é bem diferente de contá-la. “Contar uma história é um processo que utiliza entonações para valorizar uma cena, utiliza o corpo como instrumento de interpretação e sons para ilustrar melhor a ambientação”, esclarece o especialista. 
 
6 – Não tenha medo de se expor
“Um adulto, quando perto de outro adulto, costuma travar na hora de contar uma história. Assim, não tenha medo dessa exposição: simplesmente divirta-se!”, diz Libânio. A contação de histórias também envolve alguns imprevistos que precisam ser contornados com maestria, outro motivo pelo qual você deve estar sem travas.   
 
7 – Utilize brinquedos e objetos criados
Qualquer objeto da sala de aula pode se transformar em personagem: um apagador, um lápis, uma mochila e por aí vai. “Por exemplo, eu conto a história da Chapeuzinho Vermelho utilizando a colher de pau. Para a mãe, eu uso a colher de pau grande e para a vovó,  eu uso a escumadeira”, exemplifica Rodrigo. 
 
 
Veja também:
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Conheça 9 dinâmicas para ensinar matemática a aluno com TDAH

Atividades lúdicas aliadas a conteúdos curriculares ajudam a trabalhar atenção e memória

Dissecação de flores ajuda a abordar angiospermas nas aulas de biologia

Atividade permite ao aluno identificar cada parte da planta e sua função na reprodução

Confira 11 orientações para ensinar educação musical a alunos surdos

Professores podem desenvolver atividades que explorem a vibração do som com toda a turma

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.