As tirinhas são uma forma divertida para se trabalhar gênero textual, leitura, interpretação e produção de textos. São histórias curtas que proporcionam uma leitura muito atraente. Este gênero utiliza-se de três ou quatro quadros para narrar um fato ou uma história curta, em geral tem a marca do humor e muito encontrado em jornais. Os balões, de diferentes formatos, trazem falas, pensamentos ou onomatopeias.

A tirinha é um gênero discursivo que pode ser utilizada como ótima aliada do professor para a compreensão e expressão de fatos cotidianos por meio de uma reflexão humorística. Outro aspecto importante sobre o uso das tiras como recurso didático é o seu componente não-verbal, que desperta a atenção dos alunos, uma vez que são atraídos por imagens de rápida leitura.
 
Ainda, as tiras de jornal podem ser utilizadas de maneira interdisciplinar, pois geralmente abordam assuntos científicos, políticos e históricos, com linguagem sarcástica.
 
O mais interessante é fazer com os alunos uma oficina de tirinhas, para que possam expressar suas ideias de forma lúdica, tanto transformando uma história em tirinha, como recriando as falas em discurso direto.
 
O App Criador de Banda Desenhada, disponível para iOS, é um motor simples e ao mesmo tempo muito potente para criar tirinhas.
 
É possível escolher  o número de quadrinhos, mudar os personagens, as expressões dos rostos e os gestos das mãos, os tipos de balõezinhos de diálogo e, ao final, fotografar para o rolo de câmera.
 
A vantagem é que a tirinha, por ser digital, pode ser compartilhada por e-mail, publicada nas redes sociais, exportada para drives virtuais, entre outros.

O Instituto Claro abre espaço para seus colunistas expressarem livremente suas opiniões. O conteúdo de seus artigos não necessariamente reflete o posicionamento do Instituto Claro sobre os assuntos tratados.

Autor Solange Giardino

Solange é mestre em Educação, Arte e História da Cultura pelo Mackenzie, se especializou em Informática Aplicada à Educação na PUC-SP e em Educação à Distância na FGV. Hoje, professora de tecnologia de educação no Colégio Dante Alighieri e da pós-graduação Tecnologia Educacional no Mackenzie

Deixe um comentário

Please Login to comment

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.