O Facebook já não é a rede social preferida dos jovens. Segundo uma pesquisa com 6,5 mil estadunidenses com idade média de 16 anos, realizada pelo banco de investimentos Piper Jaffray, 28% consideravam o Snapchat como sua rede social mais importante. O Facebook apareceu apenas em quarto lugar, com 17%.
A hipótese principal é que os adolescentes começaram a migrar para o Snapchat no mesmo ritmo em que seus pais e avós criaram suas contas no Facebook. Tanto que o Snapchat é considerado uma rede social jovem – dos 100 milhões de usuários nos Estados Unidos, 86% têm menos de 35 anos.
O Snapchat, contudo, possui particularidades quanto ao compartilhamento de conteúdos. As postagens apagam-se após 24 horas e há ainda a possibilidade de usar geofiltros – ilustrações que podem ser adicionadas a fotos quando se está em um local específico, como uma cidade, um bairro ou, também, escolas e classes.
“Com o Snapchat, eu me fiz acessível aos alunos o tempo todo. Eles podem chegar a mim no momento que seja mais conveniente. Em um ambiente de ensino tradicional, a conexão professor-aluno é perdida facilmente, uma vez que o período entre as aulas é longo”, destaca a professora de Estudos da Comunicação da Universidade de Stockton, nos Estados Unidos, Ai Zhang.
Em entrevista exclusiva ao NET Educação, Ai Zhang orienta de que forma os professores do ensino médio e fundamental podem usar o Snapchat como ferramenta pedagógica. Confira!
NET Educação – Como ferramenta de aprendizagem, quais as diferenças entre o Snapchat e as demais mídias sociais, como Facebook?
Ai Zhang – O Snapchat se difere do Facebook de várias maneiras. O grupo que está no Snapchat é totalmente diferente, pois tende a atrais mais jovens. Por exemplo, a maioria dos meus alunos está no Snapchat, mas nem todos usam o Facebook. O Snapchat é criativo e mais envolvente de usar. Por exemplo, você pode criar diferentes geofiltros, pode rabiscar e adicionar etiquetas e emojis às imagens e vídeos que você criou. É divertido de usar, ajuda com a imaginação e a contar histórias. O Snapchat também permite uma comunicação próxima, de pessoa para pessoa, e é exatamente isso que eu mais gosto nele.
NET Educação – Quais diferenças de partilha de conteúdos no Facebook e no Snapchat?
Ai Zhang – A maior diferença é que o conteúdo desaparece no Snapchat após 24 horas. Isso impulsiona as pessoas a consumirem o conteúdo antes que ele se vá.
NET Educação – Você diz que um dos benefícios do Snapchat é humanizar a figura do professor. Como isso pode ser feito? 
Ai Zhang – Ele mostra aos alunos que o professor é tão real quanto eles. Eu compro, eu como, eu durmo, eu cuido das tarefas da classe, e eu tenho bons dias e outros não tão bons assim. Ele revela que eu sou um ser humano real. E o fato de estar no Snapchat, uma plataforma popular entre os jovens, reduz a distância que a autoridade da minha figura por ser professora cria entre eu e meus alunos. É como se estivéssemos no mesmo nível, ou seja, eu não sou “superior” e eles “inferiores”.
NET Educação – Por que é importante humanizar o professor? 
Ai Zhang – No meu caso específico, meus alunos não apareciam na minha sala nos horários de atendimento. Baseada na minha experiência de tantos anos como professora, eu observei que muitos estudantes tinham medo dos professores. Eles evitavam se aproximar e o Snapchat quebrou essa distância. Hoje, eu posso responder suas dúvidas pela plataforma. Outra coisa legal é que você pode usar emoticons e gifs nas conversas, que tendem a adicionar elemento mais humano em conversações também.
NET Educação – De que forma você usa o Snapchat com os alunos fora da sala de aula? 
Ai Zhang – Todos possuem horários agitados e alguns dos meus alunos precisam trabalhar. Com o Snapchat, eu me fiz acessível a eles o tempo todo. Ou seja, os alunos podem chegar a mim no momento que seja mais conveniente para eles. Em um ambiente de ensino tradicional, a conexão professor-aluno é perdida facilmente, uma vez que o período entre as aulas é longo.
NET Educação – Quais as vantagens do geofiltro?
Ai Zhang – Ele permite ao aluno criar uma marca para ele ou para a sua escola. Eu peço para os alunos criarem, geofiltros porque isso os ajuda a desenvolver habilidades digitais, que é algo importante hoje em dia.
Veja mais: 
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

11 opções de avaliação para substituir ou complementar a prova tradicional

Instrumentos permitem averiguar avanços e lacunas na aprendizagem do aluno de forma contínua

há 2 dias
Notícias

10 podcasts para entender os livros do vestibular Unicamp 2022

Análises de especialistas auxiliam estudantes a se prepararem para o exame

há 6 dias
Notícias

“Séries violentas como Round 6 precisam ter mediação de adulto”, alerta ONG

Acesso livre a conteúdos nas plataformas de streaming é desafio para pais e professores

há 2 semanas

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.