A professora do Departamento de Psicologia (DPsi), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Diléia Aparecida Martins Briega, lançou o e-book “Você disse Libras? – O acesso do surdo à educação pelas mãos do intérprete de Libras”. A obra pode ser acessada online gratuitamente e nasceu da necessidade de compartilhar pesquisas desenvolvidas no âmbito da pós-graduação relacionadas à Língua Brasileira de Sinais.

A obra apresenta cinco capítulos: “Surdez, linguagem e educação escolar”, “O intérprete de Libras na educação de surdos”, “O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como via de acesso ao ensino superior brasileiro”, “Análise das condições oferecidas aos surdos no Enem” e “Apre(e)ndendo com os dados do Enem”.

O acesso do surdo ao Enem foi o tema de pesquisa da autora em seu doutorado. Nela, Briega analisou indicadores publicados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O estudo abordou o desenvolvimento da pessoa surda, a apropriação da língua e do conhecimento escolar, o direito previsto para a realização de exames, a atuação do intérprete de Libras, entre outros.

A pesquisa foi financiada pelo Observatório de Educação (Obeduc-Capes) e concluiu que, para que o bilinguismo seja vivido na prática, mais pessoas devem se comprometer a aprender Libras.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

USP disponibiliza curso online e gratuito para aprender Libras

A iniciativa é composta por videoaulas, materiais didáticos, atividades e uma websérie para professores

há 3 anos
Notícias

Contato com pessoas que dominam Libras ajuda na alfabetização de aluno surdo, aponta pesquisa

Estudo da pedagoga Thatiane Fernandes Duarte também revelou benefício de atividades com figuras

há 4 anos
Notícias

6 links para facilitar a aprendizagem de alunos surdos

Educadores relatam vivências e trazem opções de abordagens pedagógicas em vídeos e textos

há 4 anos
Notícias

Tabela periódica em Libras ajuda a tornar ensino de química acessível

Material desenvolvido por professora de Minas Gerais é gratuito e pode ser acessado pela internet

há 2 anos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.