A mindfulness é um técnica meditativa surgida no Oriente há 2.500 anos e que tem o objetivo de treinar a mente para se concentrar no momento presente, afastando, com isso, pensamentos e emoções desagradáveis. Desde 1979, a mindfulness vem sendo apropriada pela neurociência. Estudos recentes da Universidade da Califórnia e da Universidade de Nova York relacionaram a prática a melhoras na memória e na redução da ansiedade – dois fatores que influenciam na aprendizagem.

“Os pensamentos geram emoções, normalmente desagradáveis. Essas emoções desviam a atenção, a concentração e, consequentemente, diminuem a aprendizagem. Com as práticas de atenção plena, as pessoas se acalmam e conseguem focar sua atenção”, resume a professora do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Luiza Hiromi Tanaka.
A professora contribui com o Projeto Cuca Legal, do Departamento de Psiquiatria da Unifesp. Desde 2006, o Cuca Legal oferece treinamento com base em mindfulness para alunos, professores e gestores de escolas públicas. Acompanhe entrevista para o NET Educação sobre o assunto:
NET Educação – O que é a mindfulness?
Luiza Hiromi Tanaka – Na tradução da língua inglesa para português, significa plena atenção ou vigilância. É um modo de prestar atenção, intencionalmente, no momento presente, sem julgar. É a capacidade de perceber pensamentos com consciência. A meditação é uma das técnicas para obter este estado de atenção plena: treina-se a mente utilizando como âncoras o corpo e a respiração.
 
NET Educação – Quais seus benefícios para a aprendizagem?
Luiza – Os pensamentos geram emoções, normalmente desagradáveis. Essas emoções desviam a atenção, a concentração e, consequentemente, diminuem a aprendizagem. Com as práticas de atenção plena, as pessoas se acalmam, conseguem focar sua atenção e tomam consciência das sensações físicas.
NET Educação – Como as emoções impactam o cérebro? 
Luiza – Exames de neuroimagem com praticantes verificaram a massa cinzenta aumentada no córtex pré-frontal. Essa região está relacionada a habilidades como planejamento, tomada de decisões, atenção e memória, que são essenciais para a aprendizagem. Emoções desagradáveis ativam a amígdala cerebral e o sistema nervoso simpático, que libera adrenalina e cortisol, [o ‘hormônio do estresse’]. Por sua vez, a mindfulness ativa o sistema nervoso parassimpático, liberando hormônios antiestresse, como a ocitocina e endorfina. As práticas meditativas também enviam sinais inibitórios para a amígdala cerebral, instruindo-a a “ficar quieta”.
 
NET Educação – Como é uma sessão de mindfulness?
Luiza – Incluem as meditações com respiração e práticas atencionais focadas nas atividades diárias. Elas focam nos cinco sentidos: visão, audição, olfato, audição e tato, e em perceber sensações físicas, emoções e pensamentos que mudam momento a momento. Comer com consciência, por exemplo, significa prestar atenção na cor, no formato, na consistência, no cheiro, no sabor, ouvir a mastigação e a deglutição. É um treino para tomada de consciência e para sair do automático.
 
NET Educação – O que é o projeto Cuca legal?
Luiza – Um trabalho científico e educativo do Departamento de Psiquiatria da Unifesp. Ele desenvolve programas para a promoção da saúde mental e emocional a partir do tripé neurociência, mindfulness e dinâmicas inter-relacionais, como roda de conversa. O objetivo é integrar diferentes áreas do conhecimento e técnicas para o desenvolvimento de competências cognitivas, emocionais e sociais. O projeto atende escolas, alunos, educadores e gestores. É importante iniciar pelos professores e gestores, que serão os facilitadores deste processo com os alunos.
 
NET Educação – Em quais escolas públicas o Cuca Legal atua?
Luiza – No momento, atuamos na E.E. Hugo Lacorte Vitale, em São Paulo, e Senac. Anteriormente, trabalhamos nas escolas localizadas em Paraisópolis e no interior de São Paulo. Realizamos também um curso de capacitação em Educação Socioemocional no Departamento de Psiquiatria da Unifesp e na Associação Palas Athena. Nesses cursos, trabalhamos diretamente com professores e gestores (Serviço: para mais informações sobre palestras e capacitações, visite o site do projeto).
Veja mais:
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

Veja 7 vídeos de jovens ativistas para engajar alunos em causas ambientais

Discursos dialogam com temas do currículo escolar e podem incentivar protagonismo estudantil

há 3 semanas
Notícias

Conheça 6 livros que contam a história do Brasil por meio de fotografias

Obras oferecem aos alunos representação concreta de pessoas, locais e eventos do passado

há 3 semanas
Notícias

Confira 5 livros para abordar a cozinha afrodiaspórica em sala

Tema estimula a reflexão dos alunos sobre a diversidade da culinária e da cultura dos povos africanos

há 2 meses
Notícias

19 planos de aula para ensinar história do Brasil

Materiais abordam povos originários, colonização, escravismo, repúblicas e ditadura

há 3 meses

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.