Conteúdos

Linking words nos diferentes contextos; e
– Interpretação textual.

Objetivos

– Compreender a função textual das linking words.

Proposta de Trabalho:

Iniciaremos este roteiro de estudos com as informações acerca do uso e função das linking words. Na sequência, trataremos dos grupos de linking words, de acordo com suas aplicações. Para finalizar, veremos alguns exercícios sobre o tema.

1ª Etapa: O que são as linking words? Para que servem?

As linking words são palavras, ou expressões, utilizadas para conectar ideias ao longo de um texto.

Muito utilizadas na língua inglesa, as linking words constituem um recurso que é necessário compreender para que se tenha sucesso na interpretação de textos, habilidade frequentemente cobrada pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e pelos grandes vestibulares do país.

As linking words também são muito importantes para escrever redações em inglês, uma vez que servem como elemento que confere coesão ao texto.

2ª Etapa: Tipos de linking words

A ligação que as linking words estabelecem entre as ideias do texto pode ser de

diversas naturezas. Sendo assim, podemos agrupá-las em:

Linking words com ideia de adição;
Linking words com ideia de comparação;
Linking words com ideia de conclusão/resumo;
Linking words com ideia de condição;
Linking words com ideia de contraste;
Linking words com ideia de ênfase;
Linking words com ideia de exemplo;
Linking words com ideia de razão ou causa;
Linking words com ideia de resultado;
Linking words com ideia de sequência;
Linking words com ideia de similaridade; e
Linking words com ideia de tempo.

3ª Etapa: Linking words com ideia de adição

As linking words com ideia de adição têm a função de adicionar ideias. Veja abaixo algumas das palavras e expressões mais utilizadas para esta finalidade, acompanhadas de sua correspondência semântica e de um exemplo de sua utilização:

4ª Etapa: Linking words com ideia de comparação

As linking words com ideia de comparação têm a função de comparar ideias. Veja abaixo algumas das palavras e expressões mais utilizadas para esta finalidade, acompanhadas de sua correspondência semântica e de um exemplo de sua utilização:

5ª Etapa: Linking words com ideia de conclusão/resumo

As linking words com ideia de conclusão/resumo têm a função de apresentar as conclusões decorrentes das ideias apresentadas, bem como de apresentar um resumo.

Veja abaixo algumas das palavras e expressões mais utilizadas para esta finalidade, acompanhadas de sua correspondência semântica e de um exemplo de sua utilização:

6ª Etapa: Linking words com ideia de condição

As linking words com ideia de condição têm a função de estabelecer relações condicionais entre as ideias apresentadas. Veja abaixo algumas das palavras e expressões mais utilizadas para esta finalidade, acompanhadas de sua correspondência semântica e de um exemplo de sua utilização:

7ª Etapa: Linking words com ideia de contraste

As linking words com ideia de contraste têm a função de apresentar ideias contrastantes entre si. Veja abaixo algumas das palavras e expressões mais utilizadas para esta finalidade, acompanhadas de sua correspondência semântica e de um exemplo de sua utilização:

8ª Etapa: Linking words com ideia de ênfase

As linking words com ideia de ênfase têm a função de destacar ideias e sua importância no texto. Veja abaixo algumas das palavras e expressões mais utilizadas para esta finalidade, acompanhadas de sua correspondência semântica e de um exemplo de sua utilização:

9ª Etapa: Linking words com ideia de exemplo

As linking words com ideia de exemplo têm a função de trazer exemplos que expliquem e exemplifiquem as ideias. Veja abaixo algumas das palavras e expressões mais utilizadas para esta finalidade, acompanhadas de sua correspondência semântica e de um exemplo de sua utilização:

10ª Etapa: Linking words com ideia de razão ou causa

As linking words com ideia de razão ou causa têm a função de demonstrar relações entre as ideias. Veja abaixo algumas das palavras e expressões mais utilizadas para esta finalidade, acompanhadas de sua correspondência semântica e de um exemplo de sua utilização:

11ª Etapa: Linking words com ideia de resultado

As linking words com ideia de resultado têm a função de trazer as consequências das ideias apresentadas. Veja abaixo algumas das palavras e expressões mais utilizadas para esta finalidade, acompanhadas de sua correspondência semântica e de um exemplo de sua utilização:

12ª Etapa: Linking words com ideia de sequência

As linking words com ideia de sequência têm a função de evidenciar a ordem de apresentação das ideias, organizando o texto. Veja abaixo algumas das palavras e expressões mais utilizadas para esta finalidade, acompanhadas de sua correspondência semântica e de um exemplo de sua utilização:

13ª Etapa: Linking words com ideia de similaridade

As linking words com ideia de similaridade têm a função de demonstrar semelhanças entre duas ideias. Veja abaixo algumas das palavras e expressões mais utilizadas para esta finalidade, acompanhadas de sua correspondência semântica e de um exemplo de sua utilização:

14ª Etapa: Linking words com ideia de tempo

As linking words com ideia de tempo têm a função de organizar o discurso no tempo, conferindo noções de início, fim ou duração. Veja abaixo algumas das palavras e expressões mais utilizadas para esta finalidade, acompanhadas de sua correspondência semântica e de um exemplo de sua utilização:

15ª Etapa: Questões retiradas de vestibulares

Abaixo, alguns exemplos de como o tema usualmente aparece em provas. O gabarito encontra-se posteriormente às questões.

1) (UNIVESP – 2019)
Leia o excerto a seguir.
My sister is married _____ she lives in London.
Assinale a alternativa que preencha corretamente a lacuna.
a) or
b) and
c) for
d) because
e) still

Disponível em: https://www.qconcursos.com/questoes-de-vestibular/questoes/cbafd307-b9 

2) (PUCSP – 2018)
Responda a questão de acordo com o texto de Lauren Camera.
Supreme Court Expands Rights for Students with Disabilities By Lauren Camera, Education Reporter – March 22, 2017. Adaptado.

In a unanimous decision with major implications for students with disabilities, the U.S. Supreme Court ruled Wednesday that schools must provide higher educational standards for children with special needs. Schools must do more than provide a ‘merely more than de minimis’ education for students with disabilities and instead must provide them with an opportunity to make “appropriately ambitious” progress in line with the federal education law.

“When all is said and done,” wrote Chief Justice John G. Roberts, “a student offered an education program providing a ‘merely more than de minimis’ progress from year to year can hardly be said to have been offered an education at all.” He continued, citing a 1982 Supreme Court ruling on special education: “For children with disabilities, receiving an instruction that aims so low would be equivalent to ‘sitting idly… awaiting the time when they were old enough to drop out.’”

There are roughly 6.4 million students with disabilities between ages 3 to 21, representing roughly 13 percent of all students, according to the Institute for Education Statistics. Each year 300,000 of those students leave school and just 65 percent of students with disabilities complete high school.

The case which culminated in the Supreme Court decision originated with an autistic boy in Colorado named Endrew. His parents pulled him out of school in 5th grade because they disagreed with his individualized education plan. Under federal law, the Individuals with Disabilities Education Act (IDEA), schools must work with families to develop individualized learning plans for students with disabilities.

While Endrew had been making progress in the public schools, his parents felt his plan for that year simply replicated goals from years past. As a result, they enrolled him in a private school where, they argued, Endrew made academic and social progress. 

Seeking tuition reimbursement*, they filed a complaint with the state’s department of education in which they argued that Endrew had been denied a “free appropriate public education”. The school district won the suit, and when his parents filed a lawsuit in federal district court, the judge also sided with the school district. In the Supreme Court case, Endrew and his family asked for clarification about the type of education benefits the federal law requires of schools, specifically, whether it requires ‘merely more than de minimis’, or something greater.

“The IDEA demands more,” Roberts wrote in the opinion. “It requires an educational program reasonably calculated to enable a child to make progress appropriate in light of the child’s circumstances.” 

*reimbursement – a sum paid to cover money that has been spent or lost.

In: https://www.usnews.com/news/education-news/articles/2017-03-22/supreme-court-expands-rights-for-students-with-disabilities (30.03.2018).

No primeiro parágrafo, a palavra instead pode ser CORRETAMENTE traduzida por

a) portanto
b) além disso
c) ao invés disso
d) contudo

Disponível em: https://www.qconcursos.com/questoes-de-vestibular/questoes/624ffbb2-b0

3) (ITA – 2006) 

Leia atentamente todo o período transcrito abaixo, verifique as ideias contidas nas orações introduzidas por unless e hence e assinale a opção que, respectivamente, expressa tais ideias.

Unless the administration changes its approach, it will continue to erode America’s good name, and hence its ability to effectively influence world affairs.

a) uma causa e um concessão.
b) uma explicação e uma adição.
c) uma condição e uma explicação.
d) uma explicação e uma conclusão.
e) uma condição e uma conclusão.

Disponível em: http://origin.guiadoestudante.abril.com.br/estudar/simulados/ingles-conjunctions-10-questoes-550235.shtml

4) (UNIVESP – 2019)

Leia o excerto a seguir.

Some artists were imprisoned during the dictatorship in Brazil. _____, some of them were exiled.

Assinale a alternativa que preencha corretamente a lacuna.

a) despite
b) so
c) as a result
d) however
e) afterwards

Disponível em: https://www.qconcursos.com/questoes-de-vestibular/questoes/cbac0b1c-b9

5) (VUNESP/UNIFESP – 2018)

Why so few nurses are men?

Ask health professionals in any country what the biggest problem in their health-care system is and one of the most common answers is the shortage of nurses. In ageing rich countries, demand for nursing care is becoming increasingly insatiable. Britain’s National Health Service, for example, has 40,000-odd nurse vacancies. Poor countries struggle with the emigration of nurses for greener pastures. One obvious solution seems neglected: recruit more men. Typically, just 5-10% of nurses registered in a given country are men. Why so few?

Views of nursing as a “woman’s job” have deep roots. Florence Nightingale, who established the principles of modern nursing in the 1860s, insisted that men’s “hard and horny” hands were “not fitted to touch, bathe and dress wounded limbs”. In Britain the Royal College of Nursing, the profession’s union, did not even admit men as members until 1960. Some nursing schools in America started admitting men only in 1982, after a Supreme Court ruling forced them to. Senior nurse titles such as “sister” (a ward manager) and “matron” (which in some countries is used for men as well) do not help matters. Unsurprisingly, some older people do not even know that men can be nurses too. Male nurses often encounter patients who assume they are doctors.

Another problem is that beliefs about what a nursing job entails are often outdated – in ways that may be particularly off-putting for men. In films, nurses are commonly portrayed as the helpers of heroic male doctors. In fact, nurses do most of their work independently and are the first responders to patients in crisis. To dispel myths, nurse-recruitment campaigns display nursing as a professional job with career progression, specialisms like anaesthetics, cardiology or emergency care, and use for skills related to technology, innovation and leadership. However, attracting men without playing to gender stereotypes can be tricky. “Are you man enough to be a nurse?”, the slogan of an American campaign, was involved in controversy.

Nursing is not a career many boys aspire to, or are encouraged to consider. Only two-fifths of British parents say they would be proud if their son became a nurse. Because of all this, men who go into nursing are usually already closely familiar with the job. Some are following in the career footsteps of their mothers. Others decide that the job would suit them after they see a male nurse care for a relative or they themselves get care from a male nurse when hospitalised. Although many gender stereotypes about jobs and caring have crumbled, nursing has, so far, remained unaffected.

(www.economist.com, 22.08.2018. Adaptado.)

No trecho do quarto parágrafo “Although many gender stereotypes about jobs and caring have crumbled”, o termo sublinhado pode ser substituído, sem alteração de sentido, por

a) because
b) otherwise
c) unless
d) though
e) therefore

Disponível em: https://www.qconcursos.com/questoes-de-vestibular/questoes/7565bc9b-51  

Gabarito 

1) b) and.
A palavra and significa “e”.

2) c) ao invés disso.
A palavra instead significa “ao invés disso”.

3) e) uma condição e uma conclusão.
A palavra unless significa “a menos que”, enquanto a palavra hence quer dizer “portanto”.

4)  e) afterwards.
A palavra afterwards significa “posteriormente”.

5)  d) though.
A palavra though significa “apesar de”, sendo sinônimo de although.

Roteiro de Estudos elaborado pela Professora Daniela Leite Nunes.

Arquivos anexados

  1. 2020_Roteiro de estudos_LINKING WORDS_Daniela Nunes_desiree (1)

Tags relacionadas

Talvez Você Também Goste

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.