Conteúdos

Este roteiro de estudos visa auxiliar na compreensão acerca da participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial, possibilitando reflexões sobre a sua atuação.

Trazendo informações sobre o contexto histórico da Segunda Guerra Mundial e os principais eventos do período anterior à guerra, este roteiro aborda o entendimento sobre o que foi a Segunda Guerra Mundial, debruçando-se sobre os principais acontecimentos desse conflito.

Sugere-se a síntese do roteiro de estudos por meio da construção de um mapa mental e com a proposta de uma redação com o tema “O Brasil na Segunda Guerra Mundial”, além da resolução de questões de múltipla escolha subdivididas em exercícios de fixação sobre os temas “Segunda Guerra Mundial” e “O Brasil na Segunda Guerra Mundial”.

Objetivos

  • Conhecer o contexto histórico do início da Segunda Guerra Mundial e os principais eventos do pré-guerra;
  • Entender o que foi a Segunda Guerra Mundial, debruçando-se sobre os principais acontecimentos desse conflito;
  • Compreender a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial, refletindo sobre a sua atuação; e
  • Realizar a síntese do roteiro de estudos por meio da construção de mapa mental, bem como da elaboração de redação dissertativa e da resolução de exercícios de fixação (múltipla escolha).

Conteúdos / Objetos do conhecimento:

  • Contexto histórico da Segunda Guerra Mundial: os eventos pré-guerra;
  • Segunda Guerra Mundial: resumo do conflito;
  • A participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial;
  • Mapa mental;
  • Redação dissertativa;
  • Exercícios de fixação – Segunda Guerra Mundial; e
  • Exercícios de fixação – O Brasil na Segunda Guerra Mundial.

Palavras-chave:

Brasil. Segunda Guerra Mundial. Conflito. Geopolítica. EUA. Alemanha. Japão. Itália. FEB. Aliados. Eixo.

Proposta de estudo: 

Este roteiro de estudos tem por objetivo auxiliar o estudante no processo de aprendizado para além do ambiente escolar.

Com o intuito de facilitar esse processo, as etapas subsequentes contam com sugestões de vídeos, textos, questões norteadoras e atividades relacionadas à temática apresentada.

As etapas desenvolvidas neste roteiro de estudos, assim como as questões norteadoras e as subquestões que advêm delas, foram elaboradas para contribuir com a melhor compreensão do tema em questão.

Deste modo, orientamos que seja feita a leitura integral deste roteiro de estudo, sempre buscando as respostas para cada uma das perguntas que foram elaboradas.

Orientamos também que todas as dúvidas sejam anotadas e brevemente sanadas por meio de pesquisas on-line.

Para melhor compreensão dos conteúdos desenvolvidos no roteiro, sugerimos que, depois de cada etapa, seja elaborado um parágrafo resumindo seu entendimento, com destaque para os principais conceitos estudados.

1ª Etapa: Contexto histórico da Segunda Guerra Mundial: os eventos pré-guerra

Assista aos vídeos e leia os textos abaixo, buscando as informações de acordo com o roteiro de leitura e fazendo anotações acerca dos elementos mais importantes.

Brasil na Segunda Guerra Mundial e a atuação da FEB. Estratégia.

Acesso em: 30 de junho de 2023. 

Brasil na Segunda Guerra Mundial. História do Mundo.

Acesso em: 30 de junho de 2023. 

Brasil na Segunda Guerra Mundial. Brasil Escola.

Acesso em: 30 de junho de 2023. 

O Brasil na Segunda Guerra Mundial. Mundo Educação.

Acesso em: 30 de junho de 2023. 

O caminho para a guerra (setembro – dezembro de 1939) Segunda Guerra Mundial. YouTube.

Acesso em: 30 de junho de 2023. 

A FEB: O Brasil na Segunda Guerra Mundial. Impérios AD. YouTube.

Acesso em: 30 de junho de 2023.

          a) O que foi o Tratado de Versalhes e qual era seu principal objetivo?
          b) Qual foi o país mais penalizado pelo Tratado de Versalhes? Quais penas sofreu?
          c) O que eram as “Ligas das Nações”?
          d) Quem eram os “Camisas Negras”? Qual ideologia eles apoiavam?
          e) Qual foi o acontecimento importante em 1922 após a Marcha sobre Roma?
          f) Qual foi o acontecimento importante de 1929 que criou um ambiente perfeito para a ascensão de governos extremistas?
          g) A Era Vargas, que se estendeu de 1937 a 1945, foi explicitamente ditatorial. Comente o período, comparando-o com a Itália fascista e a Alemanha nazista.
          h) Os EUA buscaram traçar uma zona de influência militar. Os americanos sabiam que precisavam de Vargas como aliado? Comente.
          i) Quais foram as vantagens da aliança Brasil-Estados Unidos?

2ª Etapa: Segunda Guerra Mundial: resumo do conflito

  1. Leia os textos e assista ao vídeo, guiando-se pelas questões apresentadas abaixo.

          a) O que ocorreu na manhã de 1º de setembro de 1939?
          b) Quais foram os motivos para o início da guerra?
          c) Qual era a posição do Brasil no início do conflito? O que declarou o presidente Getúlio Vargas em 1939?
          d) Quais os nomes e as datas das três conferências realizadas pelos países panamericanos ao sentirem as pressões da guerra?
          e) Quais direcionamentos saíram dessas conferências?
          f) O que eram os Aliados e o Eixo, e quais países os compunham?
          g) O que aconteceu após o ataque japonês à base naval de Pearl Harbor em 1941?
          h) O que aconteceu após o Brasil informar que estava solidário aos Estados Unidos?
          i) Quais países iniciaram uma guerra submarina contra o Brasil?
          j) Houve alvos atingidos na costa brasileira? Como a opinião pública reagiu ao ataque?
         k) Quando foi formalizada a declaração de guerra contra o Eixo pelo Brasil?
          l) Como foi considerada a vitória da União Soviética sobre o exército alemão em Stalingrado?
         m) A entrada de quais países na guerra aumentou a repressão contra o Eixo?
          n) Qual o nome das duas bombas atômicas que foram explodidas no Japão? Quais foram as consequências desta ação?
          o) Como foi marcado, oficialmente, o fim da Segunda Guerra Mundial?
          p) Quais foram as consequências dessa guerra?
          q) Estima-se que morreram quantos milhões de pessoas na Segunda Guerra Mundial?
          r) Quantos países se envolveram na guerra?
          s) Qual foi o período de duração da guerra?

Brasil na Segunda Guerra Mundial e a atuação da FEB. Estratégia.

Acesso em: 30 de junho de 2023.

 Brasil na Segunda Guerra Mundial. Brasil Escola.

Acesso em: 30 de junho de 2023.

 Segunda Guerra Mundial | Resumindo. YouTube.

Acesso em: 30 de junho de 2023. 

Segunda Guerra Mundial – Nostalgia História. O que foi a Segunda Guerra Mundial. YouTube.

Acesso em: 30 de junho de 2023. 

Como foi a Segunda Guerra Mundial? Quer que desenhe? Descomplica. YouTube.

Acesso em: 30 de junho de 2023.

  1. Elaboração de síntese.

A partir da temática abordada nas etapas 1 e 2 deste roteiro de estudos, e baseando-se nos textos lidos e nas informações elencadas, escreva uma síntese – em torno de 10 linhas – que contenha as informações mais importantes sobre a Segunda Guerra Mundial.

3ª Etapa: A participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial

  1. Leia os textos e assista ao vídeo abaixo.

Brasil na 2ª Guerra Mundial e a atuação da FEB. Estratégia.

Acesso em: 30 de junho de 2023. 

O Brasil na Segunda Guerra Mundial. Só História.

Acesso em: 30 de junho de 2023. 

Brasil na Segunda Guerra Mundial. História do Mundo.

Acesso em: 30 de junho de 2023. 

Brasil na Segunda Guerra Mundial – Brasil Escola. YouTube.

Acesso em: 30 de junho de 2023. 

Segunda Guerra Mundial – Nostalgia História. O Brasil na Guerra. YouTube.

Acesso em: 30 de junho de 2023. 

O Brasil na Segunda Guerra Mundial. InfoEscola.

Acesso em: 30 de junho de 2023. 

O Brasil na Segunda Guerra Mundial. Toda Matéria.

Acesso em: 30 de junho de 2023.

De acordo com as leituras realizadas, responda às questões.

          a) Em que data o Brasil entrou na Segunda Guerra Mundial?
          b) Quais países da América Latina participaram diretamente da Segunda Guerra Mundial?
          c) Qual lado o Brasil apoiou? Quais países estavam ao seu lado?
          d) Por que o Brasil entrou na guerra? Qual foi o acontecimento decisivo para Getúlio Vargas declarar guerra à Alemanha?
          e) O que é FEB? Quando ela foi criada? Qual seu objetivo?
          f) Quantos soldados brasileiros foram enviados à guerra? Em qual região lutaram?
          g) Como foi a atuação do Brasil na guerra? Quantos soldados brasileiros foram mortos?
          h) O Brasil estava preparado para compor uma guerra? Comente.
          i) Explique por qual razão a Força Expedicionária Brasileira (FEB) foi fundamental para a vitória dos Aliados na Itália.
          j) Por quanto tempo a Força Expedicionária Brasileira (FEB) permaneceu na Itália?
         k) Quando e onde ocorreram as primeiras vitórias brasileiras?
          l) Explique o que eram os “pracinhas” e quais foram suas missões.
        m) Houve a participação de mulheres pelo exército brasileiro?
         n) Em quais cidades do Brasil os Estados Unidos construíram bases aéreas de apoio às tropas aliadas?
         o) Qual era o dito popular utilizado antes de o Brasil entrar na guerra? Como ele está relacionado ao lema do Brasil na guerra?
         p) Comente as relações comerciais do Brasil antes e após a Segunda Guerra Mundial.

4ª Etapa: Mapa mental

  1. Analise o mapa mental abaixo.
mapa-mental-segunda-guerra
(Crédito: Brasil Escola)

Acesso em: 26 de junho de 2023.

  1. Proposta de atividade: construa seu mapa mental.

A partir dos textos e dos vídeos disponibilizados neste roteiro de estudos, elabore um mapa mental sobre “O Brasil na Segunda Guerra Mundial”.

A proposta é selecionar as principais informações. Caso tenha dúvidas na elaboração de seu mapa mental, utilize o disponibilizado acima como ponto de partida e siga as dicas abaixo:

  • Escreva o conceito principal no centro de uma folha em branco e, em seguida, puxe setas com os conceitos adjacentes;
  • Você pode ligar um conceito adjacente a outro. Para isso, pode fazer setas ou esquemas utilizando canetas coloridas para diferenciar as informações;
  • Você pode escrever um breve resumo abaixo dos conceitos, algo simples e que te dê referências sobre o assunto; e
  • Você também poderá utilizar desenhos e símbolos, ou seja, elementos que te ajudem na compreensão do tema estudado.

Acesse também o link abaixo, em que há um vídeo com o passo a passo para a elaboração de um mapa mental.

Como fazer um mapa mental – Passo a Passo. Seja um estudante melhor. Canal Seja uma pessoa melhor. YouTube.

Acesso em: 26 de junho de 2023.

5ª Etapa: Redação dissertativa

A redação dissertativa é um exercício argumentativo que contribuirá para a melhor compreensão do tema deste roteiro de estudos.

Tem o intuito também de estimular as reflexões e conexões com temas transversais que foram abordados e/ou que fazem parte do contexto histórico, social, político e econômico.

  1. Assista ao vídeo abaixo:

A história do Brasil na Segunda Guerra Mundial. História do Mundo.

Acesso em: 26 de junho de 2023.

  1. Faça uma dissertação.

Sistematizando os conteúdos abordados nesse roteiro, escreva uma redação dissertativa que explore o tema: “A participação e o impacto do Brasil na Segunda Guerra Mundial”.

6ª Etapa: Exercícios de fixação – Segunda Guerra Mundial

  1. (Fuvest) “Esta guerra, de fato, é uma continuação da anterior.” (Winston Churchill em discurso feito no Parlamento em 21 de agosto de 1941).

A afirmativa acima confirma a continuidade latente de problemas não solucionados na Primeira Guerra Mundial, que contribuíram para alimentar antagonismos e levaram à eclosão da Segunda Guerra Mundial.

Entre esses problemas, identificamos:

          a) o crescente nacionalismo econômico e o aumento da disputa por mercados consumidores e por áreas de investimentos.
          b) o desenvolvimento do imperialismo chinês da Ásia, com abertura para o Ocidente.
          c) os antagonismos austro-ingleses em torno da questão da Alsácia-Lorena.
          d) a oposição ideológica que fragilizou os vínculos entre os países, enfraquecendo todo tipo de nacionalismo.
          e) a divisão da Alemanha, que a levou a uma política agressiva de expansão marítima.

  1. (Unemat) A Segunda Grande Guerra (1939-1945) adquiriu caráter mundial a partir de 7 de dezembro de 1941, quando:

          a) os russos tomaram a iniciativa de anexar os Estados Bálticos.
          b) os alemães invadiram o litoral mediterrâneo da África.
          c) os japoneses atacaram a base norte-americana de Pearl Harbor.
          d) os franceses, por determinação do marechal Pétain, ocuparam o Sudeste da Ásia.
          e) os chineses cederam a maior parte de seu território às tropas do Eixo.

          3. (UFRN) Em relação à Segunda Guerra Mundial é correto afirmar que:

          a) Hitler empreendeu uma implacável perseguição aos judeus, que resultou na morte de seis milhões de pessoas.
          b) os norte-americanos permaneceram neutros na guerra até 1941, quando bombardearam Hiroshima e Nagasaki.
          c) De Gaulle foi o chefe do governo de Vichy.
          d) Com o ataque alemão a Pearl Harbor, os norte-americanos resolveram entrar na guerra.
          e) A Crise de 1929 nada teve a ver com a Segunda Guerra Mundial.

  1. (Enem/2009) O ataque japonês a Pearl Harbor e a consequente guerra entre americanos e japoneses no Pacífico foram resultado de um processo de desgaste das relações entre ambos. Depois de 1934, os japoneses passaram a falar mais desinibidamente da “Esfera de Coprosperidade da Grande Ásia Oriental”, considerada como a “Doutrina Monroe Japonesa”. A expansão japonesa havia começado em 1895, quando venceu a China, impôs-lhe o Tratado de Shimonoseki, passando a exercer tutela sobre a Coreia.

    Definida sua área de projeção, o Japão passou a ter atritos constantes com a China e a Rússia. A área de atrito passou a incluir os Estados Unidos quando os japoneses ocuparam a Manchúria, em 1931, e a seguir, a China, em 1937.

Sobre a expansão japonesa, infere-se que:

          a) o Japão tinha uma política expansionista na Ásia, de natureza bélica, diferente da doutrina Monroe.
          b) o Japão buscou promover a prosperidade da Coreia, tutelando-a à semelhança do que os EUA faziam.
          c) o povo japonês propôs cooperação aos Estados Unidos ao copiarem a Doutrina Monroe e proporem o desenvolvimento da Ásia.
          d) a China aliou-se à Rússia contra o Japão, sendo que a doutrina Monroe previa a parceria entre os dois.
          e) a Manchúria era território norte-americano e foi ocupado pelo Japão, originando a guerra entre os dois países. 

  1. (UFMG/2009) Os anos posteriores à Segunda Guerra Mundial foram tensos entre as grandes potências mundiais.

    Considerando-se a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e o Pacto de Varsóvia, criados nesse período, é CORRETO afirmar que:

    a) a OTAN visava a apaziguar os conflitos relacionados à divisão da cidade de Berlim, bem como a proteger os países sob sua influência econômica das ameaças de invasão externa e de conflitos militares.
    b) ambos desenvolveram políticas que incentivaram a chamada corrida armamentista, que, durante o período da Guerra Fria, colocou o planeta sob a ameaça de uma guerra nuclear.
    c) ambos foram estabelecidos, simultaneamente, para defender os interesses dos países que disputavam, após a Segunda Guerra, uma reordenação dos espaços europeu e americano.
    d) os países signatários do Pacto de Varsóvia se aliaram e, para defender seus interesses financeiros, formaram um bloco econômico a fim de competir com a Alemanha, a Inglaterra e os Estados Unidos.
  1. O rompimento pelos nazistas do Pacto Germano-Soviético assinado entre a Alemanha e a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), no ano de 1939, causou espanto mundial. Em que consistia este acordo?

    a) Tratados realizados entre Hitler e Stalin para que ambos não atacassem a Polônia.
    b) Acordo de não agressão entre Alemanha e União Soviética por dez anos e uma cláusula que incluía a divisão da Polônia entre os dois países.
    c) Política de acordos entre Hitler e Stalin que estabelecia a neutralidade em caso de um conflito armado na Europa.
    d) Uma aliança político-militar entre ambos os países que garantia o apoio caso algum deles fosse atacado pela Inglaterra ou a França.
  1. A Segunda Guerra Mundial foi caracterizada pelo desenvolvimento da indústria bélica. Sobre este assunto é correto afirmar que:

    a) A maior invenção deste conflito foi a bomba atômica lançada em cidades japonesas em agosto de 1945.
    b) Os nazistas conseguiram criar armas como o submarino nuclear e o gás Ziklon-B.
    c) As mesmas estratégias utilizadas na Primeira Guerra foram repetidas na Segunda, como o uso da cavalaria.
    d) A aviação de guerra se restringiu a missões de patrulhamento e reconhecimento.
  1. A situação da Alemanha no final da guerra foi alvo de atenção dos países vencedores. Assinale a alternativa correta sobre o tema.

    a) A Alemanha não recebeu nenhuma ajuda do Plano Marshall e arrastou-se numa crise econômica até a década de 1960, quando foi socorrida pela União Soviética.
    b) O país foi ocupado por Estados Unidos e URSS, passou por um processo de “desnazificação”, mas teve ajuda econômica para sua reconstrução de ambos os países citados.
    c) A Alemanha foi dividida em duas entidades territoriais, influenciadas por Estados Unidos e URSS, o que afastou o país de vários acontecimentos da Guerra Fria.
    d) O país foi condenado pelos desastres da Segunda Guerra, teve que pagar indenizações pesadas aos vencidos e tornou-se um ator menor dentro do mundo europeu.

           9. Após a guerra, várias nações se reuniram em 24 de outubro de 1945, em Nova York, para celebrar a inauguração da Organização das Nações Unidas (ONU). Assinale a alternativa que melhor explica esta instituição.

          a) A continuação do trabalho da Liga das Nações, suspenso desde o início do conflito em 1939.
          b) Um fórum de discussão a fim de minimizar a distância entre o mundo capitalista e o mundo comunista durante a Guerra Fria.
          c) Uma aliança política entre os países vencedores com o objetivo de assegurar que o fascismo e seus regimes correlatos não voltariam mais a existir.
         d) Uma força internacional acima das nações, com o propósito de defender a paz mundial, os direitos do homem e a igualdade dos povos. 

Gabarito:

1. A
  2. C
3. A
4. A
5. B
6. B
7. A
8. B
9. D

Os exercícios de fixação podem ser encontrados no nesse link.

Acesso em: 26 de junho de 2023.

7ª Etapa: Exercício de fixação – O Brasil na Segunda Guerra Mundial

  1. (Fatec-adaptado) Em 1942, os Estúdios Disney lançaram o filme “Alô, Amigos”, no qual duas aves domésticas se encontram: o Pato Donald e o papagaio Zé Carioca. Este, afável e hospitaleiro, leva o ilustre norte-americano a conhecer as maravilhas do Rio de Janeiro, como o samba, a cachaça e o Pão de Açúcar. A criação de um personagem brasileiro por um estúdio americano fazia parte, naquele momento,

    a) da política de boa vizinhança praticada pelos EUA, que viam a América do Sul como parte do círculo de segurança de suas fronteiras durante a Segunda Guerra Mundial.
    b) do claro descaso dos norte-americanos com o Brasil, ao criar um personagem malandro como forma de desqualificar o povo brasileiro.
    c) do medo que os norte-americanos tinham, porque o Brasil se tornava uma grande potência dentro da América do Sul e começava a suplantar o poderio econômico americano.
    d) do projeto de expansão territorial norte-americana sobre o México, projeto esse que necessitava de apoio de outros países da América Latina, entre eles o Brasil.
    e) da preocupação norte-americana com a entrada do Brasil na Segunda Guerra, ao lado da Alemanha nazista, e com a implantação de bases navais alemãs no porto de Santos.
  1. Em agosto de 1942, o Brasil declarou guerra à Alemanha, posicionando-se ao lado dos Aliados na Segunda Guerra Mundial. Em consequência dessa declaração de guerra, o Brasil organizou aproximadamente 25 mil soldados e enviou-os ao front italiano para derrotar tropas alemãs que defendiam posições em regiões montanhosas na Itália. Qual foi o motivo que levou o Brasil a declarar guerra à Alemanha?

    a) A ameaça americana de invadir o Brasil caso não declarasse guerra contra a Alemanha.
    b) O ataque de submarinos alemães contra navios mercantes brasileiros.
    c) O assassinato de um diplomata brasileiro por um general alemão na Itália.
    d) A eclosão da Intentona Integralista.
    e) A invasão do espaço aéreo brasileiro por aviões alemães.
  1. “Quando a guerra finalmente eclodiu em 1939, Getúlio e seus generais […] preferiram permanecer neutros até que os Estados Unidos estivessem preparados para pagar um preço justo pelo apoio brasileiro. Além disso, os brasileiros continuavam a cultivar relações com as potências do Eixo como parte do jogo de usá-las contra os Estados Unidos”.

SKIDMORE, Thomas E. Uma história do Brasil. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1998, p.170.

           A posição brasileira durante os anos iniciais da Segunda Guerra Mundial foi de neutralidade com o intuito de barganhar sua aliança com os Estados Unidos, uma vez que Vargas era mais inclinado a se unir aos Aliados. Para garantir o apoio brasileiro, os Estados Unidos aceitaram:

          a) Doar milhões para um projeto de desenvolvimento social que estava sendo implementado no Nordeste.
          b) Reduzir os preços de todas as mercadorias vendidas para o Brasil em 10% durante 20 anos.
          c) Financiar a construção da Companhia Siderúrgica Nacional em Volta Redonda.
          d) Dar apoio econômico para o desenvolvimento de um programa de inteligência que seria utilizado por Vargas para garantir sua continuidade no poder.
          e) Doar milhares de barris de petróleo retirados das refinarias americanas no Alasca.

  1. Como ficaram conhecidas as tropas brasileiras que foram enviadas para lutar no front italiano, a partir de junho de 1944, durante a Segunda Guerra Mundial?

    a) Força Extraordinária Brasileira
    b) Força Especial Brasileira
    c) Força Expedicionária Brasileira
    d) Forças Armadas Brasileiras
    e) Força Emergencial Brasileira
  1. É correto dizer que o emblema que a Força Expedicionária Brasileira (FEB) utilizou em seu uniforme continha a imagem:

    a) de General Osório.
    b) de Duque de Caxias.
    c) de Deodoro da Fonseca.
    d) de uma cobra fumando.
    e) do avião 14 Bis.
  1. (PUC-Rio) Nos anos de 1941 e 1942, houve mudanças na configuração das alianças políticas e militares que então caracterizavam a Segunda Grande Guerra (1939-1945). Frente a tais alterações, o governo do presidente Getúlio Vargas imprimiu novos rumos à política externa brasileira. Sobre esses acontecimentos, podemos afirmar que:

          I – o ataque japonês a Pearl Harbor, em 1941, deflagrou a participação militar ostensiva dos EUA na guerra.
         II – a invasão alemã, na União Soviética, em 1941, interferiu, entre outros aspectos, na aproximação diplomática e militar entre EUA, URSS e Inglaterra.
        III – a crescente aproximação diplomática com os EUA condicionou a declaração de guerra ao Eixo por parte do governo Vargas em 1942.
         IV – a participação militar brasileira na guerra, associada ao envio da FEB, conjugou-se à ofensiva das tropas aliadas no front europeu em meados de 1944.

          Assinale a alternativa correta.

          a) Apenas as afirmativas I e III estão corretas.
          b) Apenas as afirmativas I e II estão corretas.
          c) Apenas as afirmativas II e IV estão corretas.
          d) Apenas as afirmativas I, III e IV estão corretas.
          e) Todas as afirmativas estão corretas.

  1. Um dos fatos importantes que contribuíram efetivamente para o ingresso do Brasil na Segunda Guerra Mundial foi:

    a) o ataque de aviões japoneses ao Forte de Copacabana.
    b) o torpedeamento de navios brasileiros por submarinos alemães.
    c) a invasão do estado do Amazonas por tropas nazistas.
    d) a tomada do arquipélago de Fernando de Noronha pela marinha fascista italiana.
    e) o bombardeamento da cidade de São Paulo por aviões da Força Aérea Alemã.
  1. Qual cidade brasileira abrigou uma importante base militar de apoio aos Aliados na Segunda Guerra?

    a) Natal
    b) Rio de Janeiro
    c) Manaus
    d) João Pessoa
  1. O distintivo dos pracinhas da FEB trazia qual símbolo?

    a) Uma cobra fumando
    b) O Cristo Redentor
    c) Uma arara-azul
    d) Um falcão
  1. (UFRGS 2015) Em 1942, o governo brasileiro decretou estado de guerra contra a Alemanha e a Itália, enviando, em 1944, tropas para o continente europeu. Com relação à participação brasileira na Segunda Guerra Mundial, é correto afirmar que:

    a) a experiência da Força Expedicionária Brasileira (FEB), durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), foi decisiva para o sucesso da expedição brasileira.
    b) a tomada de Monte Castello, na Itália, foi a principal conquista militar realizada pelos pracinhas da FEB.
    c) o Brasil, durante o período em que permaneceu neutro em relação aos conflitos, não permitiu a instalação de bases militares norte-americanas em seu território.
    d) a participação do Brasil na guerra contra os regimes nazifascistas estava em consonância com a forma de governo democrática assumida por Getúlio Vargas desde 1937.
    e) a participação do Brasil junto aos Aliados concedeu ao país um assento permanente no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).
  1. (Colégio Naval/2014) Este ano [2014], faz 70 anos que o Brasil iniciou sua participação na Segunda Guerra Mundial. Qual batalha foi considerada a mais importante vitória da FEB?

    a) a Conquista de Monte Castelo.
    b) a Conquista de Monte Cassino.
    c) a Batalha dos Alpes.
    d) a Conquista da Sicília.
    e) a Batalha de Montserrat.
  1. (Exército/2012) Na Segunda Guerra Mundial, o Brasil participou ao lado dos aliados com um contingente de mais de 20 mil homens, que formaram a Força Expedicionária Brasileira (FEB). Esse contingente destacou-se nas batalhas:

    a) de Palmares.
    b) da Normandia.
    c) dos Guararapes.
    d) de Monte Castelo
    e) do Monte das Tabordas.
  1. (Vunesp/2014) Em relação à participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial, é correto afirmar que o país

    a) manteve neutralidade política, não participando do conflito.
    b) enviou apenas um corpo médico para o conflito, e não soldados.
    c) lutou ao lado dos Aliados: Inglaterra, França, Estados Unidos e União Soviética.
    d) lutou ao lado do Eixo: Itália, Alemanha e Japão.
    e) participou do conflito, do início ao fim da guerra (1939-1945).
  1. (UEMG 2017) “Em agosto de 1942, dez submarinos alemães deslocaram-se para o litoral brasileiro. Um deles recebeu ordem para atacar. No dia 15, o navio Baependi foi sua primeira vítima. Outras duas embarcações teriam igual destino. Morreram 551 pessoas apenas nesse dia. Nos quatro seguintes, mais três navios foram afundados, com mais 56 mortes. Os submarinos do Eixo continuaram atacando o litoral brasileiro. Foram afundados, até o fim da guerra, mais 12 navios brasileiros, perdendo a vida mais 334 pessoas.”

FERRAZ, Francisco César. Os brasileiros e a Segunda Guerra Mundial. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005, p. 40-41.

          Diante dos acontecimentos acima narrados, o governo brasileiro juntou-se aos Aliados no esforço contra os países nazifascistas. Em 1945, essa decisão intensificaria uma contradição do Estado Novo, ao combinar

          a) o fim da censura à imprensa e a anistia de todos os presos políticos.
          b) o impedimento do queremismo e a realização de eleições presidenciais.
          c) o combate nacional às ideias autoritárias e a organização mundial de partidos.
          d) o apoio externo às forças democráticas e a manutenção interna de uma ditadura.

          15. (EsPCEx/2011) A Segunda Guerra Mundial (1939-1945) vitimou milhões de pessoas e alastrou-se por terras, mares, oceanos e ares de quase todo o planeta. A postura brasileira durante o conflito foi a de

           a) neutralidade durante todo o tempo em virtude da posição pró-Eixo do governo brasileiro.
           b) aliar-se ao Eixo, sem, no entanto, participar diretamente do conflito com o envio de tropas.
           c) após declarar guerra ao Eixo, enviar a Força Expedicionária Brasileira (FEB), que combateu em terras italianas.
           d) manter neutralidade durante todo o conflito, pois o continente americano e os mares que o cercam não foram ameaçados nesta guerra.
           e) declarar guerra ao Eixo sem, no entanto, enviar tropas para os campos de batalhas europeus em respeito à tradicional postura não belicista do país. 

Gabarito:

1. A
2. B
3. C
4. C
5. D
6. E
7. B
8. A
9. A
10.B
11. A
12. D
13. C
14. D
15. C

Os exercícios de fixação podem ser encontrados em Brasil Escola, Mundo Educação e Suburbano Digital.

Acessos em: 26 de junho de 2023.

 

Roteiro de estudos elaborado pela professora doutora Thaylizze Goes Nunes Pereira.

Revisão textual: professora Daniela Leite Nunes.

Coordenação pedagógica: prof.ª dr.ª Aline Monge.

Materiais Relacionados

Os materiais utilizados na elaboração deste roteiro de estudos foram elencados ao longo das etapas, subdivididos de acordo com os passos subsequentes, de modo a facilitar a dinâmica de estudo dos alunos.

Talvez Você Também Goste

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.