Conteúdos

Este roteiro de estudos de biologia apresenta a evolução do Reino Animalia, a partir do estudo dos animais eucordados (animais cordados que possuem vértebra e crânio), a Superclasse Peixes. Você irá estudar a classificação dos peixes, de acordo com suas principais características, sua anatomia e sua morfofisiologia, comparando as duas classes: peixes ósseos e peixes cartilaginosos. Também abordaremos, de forma sucinta, os primeiros animais craniatas. Tal roteiro é composto por sugestões de vídeos, textos e questões reflexivas, para orientá-los(as) nos estudos, bem como por exercícios comentados, para que você teste seus conhecimentos.

● Eucordados;
● Craniatas;
● Superclasse peixes;
● Peixes cartilaginosos; e
● Peixes ósseos.

Objetivos

● Compreender o conceito de eucordados;
● Conhecer e classificar os primeiros craniatas;
● Compreender a relação dos processos evolutivos com o aumento da complexidade dos organismos;
● Identificar as características gerais dos Condrichthyes; e
● Identificar as características gerais dos Osteichthyes

Estude também:

Estudar em casa: equinodermos

Estudar em casa: os primeiros cordados

Palavras-chave:

Eucordados. Craniatas. Peixes cartilaginosos. Peixes ósseos.

Proposta de estudo:

O objetivo deste roteiro é auxiliar nos estudos, em casa ou em outro ambiente. Nesse sentido, apresenta um percurso com textos, vídeos e algumas propostas de atividades.

Não é necessário fazer todas as etapas, ler todos os textos, ou assistir a todos os vídeos, mas as questões orientadoras, bem como as subquestões que advêm delas, ajudam na captação do conteúdo inteiro, bem como dos principais conceitos.

Leia os textos propostos buscando as respostas para cada uma das perguntas. Se aparecerem dúvidas ao longo da leitura, aproveite para fazer anotações em seu caderno e aprofundar sua pesquisa. Após as leituras de cada um dos textos, escreva um parágrafo resumindo seu aprendizado.

1ª Etapa: Subfilo vertebrata – os craniatas

Pergunta norteadora: Quem são os craniatas?

Os vertebrados são os animais que possuem sua medula espinhal protegida por vértebras, formando assim a coluna vertebral. Tais vértebras podem ser constituídas de osso ou de cartilagem. Os vertebrados que possuem caixa craniana para proteger o encéfalo são chamados de craniatas que, por sua vez, são classificados em agnathas ou gnatostomados, de acordo com a ausência ou a presença de mandíbulas.

– Para conhecer melhor as características dos primeiros craniados, leia o seguinte texto:

“Subfilo Vertebrata ou Craniata”
Acesso em 13 de agosto de 2022.

E, a partir da leitura, responda às perguntas propostas abaixo:

1) Diferencie os craniatas agnathas dos gnatostomados.
2) Quais as principais características dos agnathas?
3) Cite um exemplo de animal agnata.
4) Por que a presença de mandíbulas pode ser considerada um grande avanço na evolução dos vertebrados?

Para conhecer um pouco mais sobre os Agnathos, assista ao seguinte vídeo:

Cordados – Curso intensivo: Biologia e ecologia – Biologia – Khan Academy
Acesso em 13 de agosto de 2022.

2ª Etapa: Superclasse peixes: características gerais

Pergunta norteadora: Os peixes foram os primeiros vertebrados a surgir na Terra?

Os peixes podem ser encontrados em água doce ou salgada. Acredita-se que foram os primeiros vertebrados a surgir no planeta, e que seu ancestral deu origem a todos os outros vertebrados. Embora ainda não exista uma unanimidade sobre a sua classificação, adotaremos aqui a existências de duas classes em que os peixes são divididos, de acordo com suas características morfofisiológicas. Porém, antes de estudar tais diferenças, é preciso olhar para as suas semelhanças.

– Para conhecer melhor as características gerais da superclasse peixes, leia o tópico “Características gerais dos peixes” no seguinte texto:

“Superclasse peixes”
Acesso em 14 de agosto de 2022.

E, a partir da leitura, responda às perguntas propostas abaixo:

1) Qual a classificação dos peixes quanto: à presença de celoma, ao número de folhetos embrionários e à simetria?
2) Quais as características básicas da anatomia dos peixes?
3) Os peixes são animais pecilotérmicos. Explique esse conceito.
4) Diferencie respiração branquial e pulmonar, a partir da evolução da respiração dos peixes.
5) Como é o coração e a circulação dos peixes?
6) Explique a função e o funcionamento da bexiga natatória.

3ª Etapa: Chondrichtyes e Osteichtyes

Pergunta norteadora: Quais características são importantes para diferenciar as duas classes dos peixes?

De forma simplificada, a palavra “condrictes” significa cartilagem e “osteíctes” significa osso, portanto essa é a principal característica que utilizamos para diferenciar os seres pertencentes a essas duas grandes classes dos peixes: a constituição do seu esqueleto. Porém, essa não é a única característica que os diferencia. Que tal conhecer outras peculiaridades de cada classe, para não confundir seus representantes?

– Para conhecer melhor as características de cada classe dos peixes, utilize o mesmo link disponibilizado na etapa anterior, e preencha a tabela abaixo:

Características Osteichthyes Condruchthyes
Tipo de esqueleto    
Tipo de escama    
Posição da boca    
Reprodução    
Respiração    
Descolamento na coluna de água    
Exemplar    

Para rever todos os conteúdos estudados nesse roteiro, assista ao seguinte vídeo:

Vertebrados – Peixes
Acesso em 14 de agosto de 2022.

4ª Etapa: Cheque seus conhecimentos

1. Leia as seguintes sentenças:

I. Presença de bexiga natatória.
II. Presença de opérculo protegendo as fendas branquiais.
III. Corpo coberto por escamas de origem dérmica.
IV. Arco mandibular não fundido ao crânio.

Das características acima, assinale aquelas presentes nos peixes ósseos e ausentes nos cartilaginosos.
a) I e II
b) I, II e III
c) II, III e IV
d) II e III
e) II e IV

GABARITO: B.

2. O esquema abaixo representa o sistema circulatório de um grupo animal. Indique de que animal pode ser o sistema representado e em qual das regiões indicadas pelos algarismos romanos existe alta concentração de gás oxigênio e alta concentração de gás carbônico no sangue.

GABARITO: B.

3. Em abril de 2003, frequentadores da praia da Joatinga, no Rio de Janeiro, mataram a pauladas um tubarão mangona. As espécies animais causam medo, repulsa ou estão associadas a superstições são inapelavelmente sentenciadas à morte. Cobras, aranhas, morcegos, escorpiões, arraias, marimbondos, sapos, lagartos, gambás e, claro, tubarões, morrem às dezenas, porque falta à população um nível mínimo de conhecimento sobre tais animais, seu comportamento, seu papel na cadeia alimentar e nos ecossistemas. (Adaptado de Liana John, Sentenciados à morte por puro preconceito).

As arraias pertencem ao mesmo grupo taxonômico dos tubarões. Que grupo é esse? Dê uma característica que permite agrupar esses animais.

GABARITO: É o grupo dos peixes cartilaginosos (condrictes). São animais que possuem endoesqueleto cartilaginoso.

4. Os peixes são animais pecilotérmicos. Essa afirmativa é:
a) correta e significa dizer que, nesses animais, a temperatura corporal varia com a do ambiente.
b) incorreta e significa dizer que esses animais possuem respiração pulmonar.
c) correta e significa dizer que esses animais apresentam respiração branquial.
d) correta e significa dizer que, nesses animais, a temperatura corporal não varia em relação ao ambiente.
e) incorreta e significa dizer que, nesses animais, a temperatura corporal varia com a do ambiente.

GABARITO: A.

5. O princípio da capacidade de submersão dos submarinos é o mesmo presente na bexiga natatória de alguns peixes. Indique qual a alternativa que explica corretamente este funcionamento.
a) Quando a bexiga natatória se enche de ar, o peixe fica menos denso do que a água e sobe à superfície.
b) Quando a bexiga natatória se enche de água, o peixe fica menos denso que o meio e sobe à superfície.
c) Quando a bexiga natatória se enche de ar, o peixe fica mais denso do que a água e sobe à superfície.
d) Quando a bexiga natatória se enche de água, o peixe fica menos denso que a água e submerge. e) Quando a bexiga natatória se enche de ar, o peixe fica menos denso do que a água e submerge

GABARITO: A.

6. Os salmões são peixes migratórios, que vivem em água salgada, mas migram para as águas doces de rios na época da reprodução. Para assegurar o equilíbrio osmótico de seu corpo, esses peixes que migram temporariamente da água salgada para água doce e vice-versa, apresentam o seguinte mecanismo:
a) quando em água doce, urinam pouco e eliminam sais por transporte ativo.
b) quando em água doce, urinam pouco e eliminam sais por transporte passivo.
c) quando em água doce, urinam muito e absorvem sais por transporte ativo.
d) quando em água salgada, urinam muito e não eliminam os sais em excesso.
e) quando em água salgada, urinam muito e absorvem sais por transporte ativo.

GABARITO: C.

7. Observe o cladograma a seguir, que representa a história evolutiva dos Craniados (Vertebrados), dos quais a espécie humana faz parte. Os números I, II, III, IV e V representam espécies ancestrais hipotéticas.

Considerando as informações contidas no cladograma, identifique com V a(s) proposição(ões) verdadeira(s) e com F, a(s) falsa(s).

( ) A espécie IV é ancestral de todos os Gnatostomados.
( ) Peixes Sarcopterígios constituem o grupo-irmão dos Tetrápodes.
( ) Os Gnatostomados constituem um grupo monofilético.
( ) A espécie V é ancestral de Peixes Sarcopterígios e Tetrápodes.

A sequência correta é:
a) FVVV
b) FVVF
c) VFFF
d) VVVF
e) FFVV

GABARITO: A.

8. Observe a figura abaixo:

LOPES, Sônia Godoy Bueno Carvalho. Bio. São Paulo: Saraiva, 2002. v.2.

A respeito da bexiga natatória é correto afirmar, EXCETO.
a) A bexiga natatória dos peixes ósseos tem um importante papel no controle de sua flutuação na água.
b) A bexiga natatória auxilia na respiração dos peixes ósseos fisóclistos.
c) Os peixes cartilaginosos não possuem bexiga natatória.
d) Os peixes do tipo fisóstomos são os que possuem um ducto pneumático que liga a bexiga natatória ao estômago.
e) A bexiga natatória é um saco preenchido de gás.

GABARITO: B.

9. Certas lagoas temporárias da caatinga são formadas nos períodos das chuvas. Nelas há os “peixes das nuvens”, nome dado porque seus ovos, resistentes à seca, eclodem no período das chuvas. Esses peixes anuais são pequenos e estão ajustados às alterações ambientais entre os períodos seco, quando morrem, e chuvoso. A hipótese científica plausível para explicar a presença dos peixes nas lagoas é: eles têm
a) a aquisição dos pulmões como adaptação para vencer o período da seca.
b) um ciclo vital curto e adquiriram características para viver nas lagoas.
c) o lodo como alimento e um ciclo vital longo.
d) as aves como meio de transporte, pois se escondem em suas penas, onde podem fazer respiração branquial.
e) um ciclo vital muito curto e foram selecionados nestas lagoas.

GABARITO: E.

10. Os sistemas sensoriais dos elasmobrânquios (raias e tubarões) são refinados e diversificados, podendo detectar as presas por meio de receptores mecânicos, campos elétricos, recepção química e pela visão. Com base nos sistemas sensoriais, analise as proposições abaixo.

I. Ampola de Lorenzini, anatomicamente relacionada e constituída de tubos com muco, com células sensoriais e com neurônios aferentes em sua base, é extremamente sensível aos potenciais elétricos.
II. O sistema da linha lateral é constituído por uma série de poros e tubos superficiais localizados nas laterais do corpo, que se comunicam com a água e com estruturas especiais denominadas neuromastos.
III. As narinas são dois orifícios na região cefálica, que terminam em fundos cegos. Não se comunicam com a faringe.
IV. A visão em intensidades luminosas baixas é especialmente bem desenvolvida, pois esta sensibilidade se deve à retina, rica em bastonetes, e às células com inúmeros cristais de guanina.

Assinale a alternativa correta:
a) Apenas as proposições II e IV estão corretas
b) Todas as proposições estão corretas
c) Apenas as proposições I e III estão corretas
d) Apenas as proposições I e II estão corretas
e) Apenas a proposição IV está correta
É o grupo dos peixes cartilaginosos (condrictes). São animais que possuem endoesqueleto cartilaginoso.

GABARITO: B.

Disponível em: Projeto Medicina.
Acesso em 14 de agosto de 2022.

Roteiro de estudos elaborado pela Professora Drª. Nathalie Lousan.
Revisão textual: Professora Daniela Leite Nunes.
Coordenação Pedagógica: Professora Dr.ª Aline Bitencourt Monge.

Talvez Você Também Goste

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.