Conteúdos

Este roteiro de estudos de biologia aborda as principais micoses, que são doenças causadas por fungos. Tais doenças podem acometer não apenas humanos, mas também outros seres vivos, como animais e até mesmo plantas.

Por essa razão, o assunto é de grande importância para diversas áreas, como a economia e a saúde pública, já que tais doenças podem trazer grandes prejuízos para a saúde e a qualidade de vida das pessoas, além de serem altamente contagiosas.

Aquelas que acometem plantas, podem prejudicar as lavouras e colheitas, causando consequências aos agricultores e até mesmo ao consumidor final, que precisa pagar um preço mais caro, devido à escassez do alimento.

Este roteiro é composto por sugestões de vídeos, textos, questões reflexivas para orientá-lo(a) nos estudos e exercícios comentados, para que você teste seus conhecimentos.

Objetivos

  • Compreender o conceito de micose;
  • Conhecer as principais micoses humanas e o agente transmissor de cada uma delas, bem como sintomas, profilaxia e tratamento; e
  • Conhecer algumas doenças fúngicas que atingem plantas.

Conteúdos / Objetos do conhecimento:

  • Conceito de micose;
  • Onicomicose;
  • Candidíase;
  • Rinossinusite;
  • Aspergilose;
  • Meningite fúngica;
  • Pano branco;
  • Pneumocistose;
  • Esporotricose; e
  • Fungos de plantas.

Palavras-chave:

Micoses. Fungos. Sintomas. Profilaxia.

Proposta de trabalho:

O objetivo deste roteiro de estudos é auxiliar nos estudos, seja em casa ou em outro ambiente. Nesse sentido, apresenta um percurso com textos e algumas propostas de atividades. Ao final, há outros textos e vídeos que podem ajudar a compreender melhor o tema em questão.

Não é necessário fazer todas as etapas, ler todos os textos, ou assistir a todos os vídeos, mas as questões norteadoras, bem como as subquestões que advêm delas, ajudam na captação do conteúdo e dos seus principais conceitos.

Leia os textos propostos, buscando as respostas para cada uma das perguntas. Caso surjam mais dúvidas ao longo da leitura, aproveite para fazer anotações em seu caderno e aprofundar sua pesquisa. Após as leituras de cada um dos textos, escreva um parágrafo resumindo o seu aprendizado.

1ª Etapa: Conceituando micoses

Pergunta norteadora: O que são micoses?

Micoses são infecções provocadas por alguma espécie de fungo. Os fungos são naturalmente encontrados nos seres vivos e no ambiente, e nem sempre são capazes de causar algum sintoma ou infecção. Geralmente, as pessoas que desenvolvem alguma doença fúngica são aquelas que estão imunologicamente deprimidas, ou seja, com a imunidade baixa. Vale lembrar que as micoses não atingem apenas seres humanos, mas também podem acometer outros animais e até mesmo plantas.

Leia as introduções dos seguintes textos:

Micoses – Biblioteca Virtual em Saúde | Ministério da Saúde7

Acesso em 21 de março de 2024.

Micoses superficiais, cutâneas e subcutâneas – Programa de Educação Tutorial (PET) | Secretaria de Educação Superior (SESu/MEC)

Acesso em 21 de março de 2024.

A partir das leituras, responda às seguintes perguntas:

1) Qual o conceito de micoses para o Ministério da saúde?

2) Quais áreas do corpo humano têm maior tendência a serem acometidas por fungos?

3) Quais fatores podem favorecer o desenvolvimento de micoses?

4) Diferencie micose superficial, cutânea e subcutânea.

Para saber mais, assista ao seguinte vídeo:

O que causa micose? – Doutor ajuda

Acesso em 21 de março de 2024.

2ª Etapa: As principais micoses

Pergunta norteadora: Quais são as principais micoses que acometem os seres humanos? Elas são iguais?

Lá na apresentação dos conteúdos deste roteiro de estudos, já foram citadas as principais micoses que acometem os seres humanos. Mas o que diferencia uma micose da outra? As micoses são diferenciadas pelo agente etiológico que causa a doença, ou seja, por qual espécie de fungo é responsável pela alteração em nosso organismo. Mas, além de diferenças, algumas delas possuem sintomas e profilaxia semelhantes. Em seus estudos, é necessário conhecer o agente etiológico, os sintomas, o tratamento e a profilaxia para cada uma das micoses.

Para comparar e compreender as semelhanças e diferenças entre as micoses, acesse os textos:

“Sete doenças causadas por fungos” – Clínica Santa Maria

Acesso em 21 de março de 2024.

“10 doenças causadas por fungos: sintomas e tratamento”Tua Saúde

Acesso em 21 de março de 2024.

Depois das leituras, realize a atividade proposta abaixo.

1) Escreva, para cada uma das micoses abaixo, as seguintes características: agente etiológico, principais sintomas, modos de contaminação, tratamento e profilaxia.

a) Onicomicose;

b) Candidíase;

c) Rinossinusite;

d) Aspergilose;

e) Meningite fúngica;

f) Pano branco;

g) Pneumocistose; e

h) Esporotricose.

3ª Etapa: Fungos que acometem plantas

Perguntas norteadoras: Plantas também ficam doentes?

Sim, as plantas também podem ficar doentes. Essas doenças podem ter origem infecciosa (causada por seres vivos) ou não infecciosas (que não são causadas por seres vivos).  Porém, os seres vivos que mais causam doenças em plantas, sendo o terror dos agricultores, são os fungos. Isso porque trazem grandes prejuízos na produção, por exemplo, do tomate.

Leia o texto “Cultivo de tomate para a industrialização” – Embrapa

Acesso em 21 de março de 2024.

Após a leitura, escreva em seu caderno o nome de cada doença, o nome do agente etiológico e os sintomas que ela causa na planta, bem como a região acometida. A habilidade de ler, compreender e retirar informações de um texto é muito importante para seu aprendizado e desenvolvimento.

Para saber mais sobre como lidar com fungos em plantas, assista ao seguinte vídeo:

Diga adeus aos fungos das suas plantas – Dicas com Murilo Soares | Spagnhol Plantas

Acesso em 21 de março de 2024.

4ª Etapa: Cheque seus conhecimentos

1) As dermatofitoses são doenças de pele causadas pela contaminação por três gêneros de fungos. Observe as alternativas a seguir e marque o único gênero que não é considerado um dermatófito.

a) Microsporum.

b) Trichophyton.

c) Saccharomyces.

d) Epidermophyton.

Gabarito: C.

2) “O pé de atleta, também conhecido como frieira, tinha do pé ou tinea pedis, é uma infecção fúngica que se desenvolve, principalmente, entre os dedos dos pés, mas também acomete a região plantar. A infecção é mais prevalente em homens, porém pode ocorrer em ambos os sexos.”

SANTOS, Vanessa Sardinha Dos. “Pé de atleta ou frieira”; Brasil Escola – Saúde na Escola.

Crédito: Brasil Escola

Acesso em 09 de março de 2024.

A doença descrita acima é uma epidermofitíase, uma lesão que ocorre em regiões do corpo que apresentam pelos. Nesse tipo de dermatofitose, os fungos atingem:

a) o extrato córneo.

b) a derme.

c) a hipoderme.

d) a camada basal.

e) o extrato germinativo.

Gabarito: A.

3) Algumas dermatofitoses são causadas por fungos que atingem regiões mais profundas da pele, como a hipoderme, podendo desencadear abscessos. Esse tipo de dermatofitose é chamado de:

a) epidermofitíase.

b) onicomicose dermatofítica.

c) Tinea pedis.

d) dermatofitose subcutânea e profunda.

e) Tinea unguium.

Gabarito: D.

4) As dermatofitoses são infecções causadas por fungos conhecidos como queratinofílicos, ou seja:

a) fungos capazes de degradar a queratina para facilitar a sua entrada na pele.

b) fungos que removem a queratina de uma região e depositam-na em outra.

c) fungos que estabelecem associação física com a queratina.

d) fungos capazes de utilizar a queratina para a nutrição.

e) fungos capazes de utilizar a queratina na produção de uma membrana plasmática.

Gabarito: D.

5) Os fungos dermatófitos podem acometer seres humanos e outros animais. Quando uma espécie acomete apenas animais domésticos e silvestres, é denominada:

a) antropofílica.

b) geofílica.

c) zoofílica.

d) queratofílica.

e) epidermofílico.

Gabarito: C.

Crédito: Brasil Escola.

Acesso em: 21 de março de 2024.

6) Fungos são responsáveis por diversas doenças no homem. A respeito das micoses, marque a alternativa correta:

a) São facilmente tratadas com antibióticos.

b) Podem ser combatidas pela ação de agentes antiretrovirais como o AZT.

c) Podem ser evitadas pela diminuição da umidade das áreas afetadas.

d) São doenças autoimunes.

e) São causadas somente por fungos unicelulares.

Gabarito: C.

7) Na região sul da Bahia, o cacau tem sido cultivado por meio de diferentes sistemas. Em um deles, o convencional, a primeira etapa de preparação do solo corresponde à retirada da mata e à queimada dos tocos e das raízes. Em seguida, para o plantio da quantidade máxima de cacau na área, os pés de cacau são plantados próximos uns dos outros. No cultivo pelo sistema chamado cabruca, os pés de cacau são abrigados entre as plantas de maior porte, em espaço aberto criado pela derrubada apenas das plantas de pequeno porte. Os cacaueiros dessa região têm sido atacados e devastados pelo fungo chamado vassoura-de-bruxa, que se reproduz em ambiente quente e úmido por meio de esporos que se espalham no meio aéreo. As condições ambientais em que os pés de cacau são plantados e as condições de vida do fungo vassoura-de-bruxa, mencionadas acima, permitem supor-se que sejam mais intensamente atacados por esse fungo os cacaueiros plantados por meio do sistema:

a) convencional, pois os pés de cacau ficam mais expostos ao sol, o que facilita a reprodução do parasita.
b) convencional, pois a proximidade entre os pés de cacau facilita a disseminação da doença.
c) convencional, pois o calor das queimadas cria as condições ideais de reprodução do fungo.
d) cabruca, pois os cacaueiros não suportam a sombra e, portanto, terão seu crescimento prejudicado e adoeceram.
e) cabruca, pois, na competição com outras espécies, os cacaueiros ficam enfraquecidos e adoecem mais facilmente.

Gabarito: B.

Crédito: Toda matéria.

Acesso em: 21 de março de 2024.

Roteiro de estudos elaborado pela professora drª. Nathalie Lousan.

Coordenação Pedagógica: prof.ª dr.ª Aline Bitencourt Monge.

Revisão textual: professora Daniela Leite Nunes.

Crédito da imagem: andresr – Getty Images

Talvez Você Também Goste

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.