No Ecoliderança, os desafios propostos estimulam ações coletivas

 

Jovens participantes da edição 2011 reunidos para momento de debate em grupo durante a formação

 

A cada turma formada no projeto Ecoliderança, o Brasil ganha novos líderes comprometidos a promover ações sustentáveis em suas comunidades. Conduzido por uma equipe multidisciplinar supervisionada pelo educador Irineu Lasch, o cronograma de atividades conta com ações práticas – envolvendo até esportes de aventura, como rapel e trilhas – e com discussões teóricas. Os participantes são apresentados a desafios ao longo do programa: adotar uma causa, aprender a defendê-la, trabalhar com parceiros e saber como divulgar suas ações. Desde o início, conhecem a tarefa que os espera ao fim das etapas de formação: desenvolver projetos para serem implementados em sua realidade.

Para que as ações evoluam, etapa a etapa, as parcerias são fundamentais. Wagner Silveira, um dos integrantes da última turma do Ecoliderança, conta que seu grupo tirou bom proveito da rede social de cada integrante. “Usamos o conhecimento de cada um e fomos abrindo portas”.

Movimento pelo meio ambiente

O grupo de Wagner Silveira criou o projeto “Mais Verde, Mais Água, Mais Vida”, buscando promover o plantio de mudas de árvores para recuperar a margem de rios no município de Arroio do Meio. Eles conseguiram o apoio do prefeito e ex-prefeito da região, quatro vereadores de partidos diferentes e empresas privadas. O poder público contribuiu com infraestrutura, cedendo, por exemplo, caminhões para o recolhimento do lixo. As empresas privadas foram ativadas para o fornecimento de mudas. “O projeto se tornou mesmo um movimento”, diz Wagner, lembrando que concluíram o ano com o plantio de 300 mudas.

Para conseguir firmar as parcerias, o grupo apresentou suas propostas já bastante detalhadas e embasadas, utilizando fotografias e informações técnicas sobre o problema que procuravam solucionar. “Com um projeto consistente, é fácil chegar ao empresário”, justifica Wagner.

Antes da abordagem, o grupo passa por um treinamento de comunicação. “Quando alguém encontra uma causa em que acredita, é sempre mais fácil mobilizar outros. Mas você tem que saber também comunicar a sua causa”, ressalta Irineu Lasch.

Acompanhe também nossa página no Facebook.

Leia mais

Projeto vencedor do Prêmio Instituto Claro forma ecolíderes

Ensinar por meio da ecologia e de recursos tecnológicos é o objetivo do projeto Ecoweb

Projeto leva tecnologia e educação para unidades de internação

TICs reforçam culturas e ampliam cidadania de grupos por meio da web

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

16 jogos de mão para apresentar às crianças na escola

Educadora indica brincadeiras para trabalhar rimas e musicalidade com os alunos

9 canções para ensinar conteúdos de educação ambiental

Letras abordam temas como conservação, mudança climática e intervenção humana na natureza

Como trabalhar Gabriel García Márquez na educação básica?

Obra do escritor colombiano ajuda a abordar realismo mágico e história latino-americana

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.