As aulas de geografia podem se beneficiar com o uso de novas tecnologias. Jogos eletrônicos, pesquisa em sites de instituições, mapas virtuais, aplicativos diversificados e QR Code são algumas das ferramentas que podem ajudar a aproximar os estudantes de conceitos presentes no conteúdo da disciplina. Além de facilitar o processo de aprendizagem, as tecnologias da informação e comunicação (TICs) ainda proporcionam mais motivação e engajamento durante o aprendizado.

Confira, a seguir, sete links de iniciativas que analisaram o uso das TICs nas aulas de geografia ou que relatam boas práticas ocorridas em escolas públicas.

Artigo – Explorando as potencialidades do aparelho celular em processos de ensino aprendizagem em aulas de geografia
Os professores Solange Aparecida Benhuk Hnyda e Almir Nabozny relatam uma prática de pesquisa e ensino desenvolvida no Colégio Estadual Presidente Kennedy, em Ponta Grossa (PR). O público-alvo foram os alunos do 2º ano do ensino médio. Entre os procedimentos, foram realizadas atividades com a utilização de smartphones para pesquisas na internet em sites como o do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP) e Prefeitura de Ponta Grossa. Também foram explorados a Bússola e o Global Positioning System (GPS), para orientação e produção de mapas, Google Maps, Facebook, câmeras de celular, para fotografar o bairro e a escola, e os aplicativos Kahoot PM Quiz e Qr Code.

Artigo – Uma experiência de ensino híbrido utilizando a plataforma Google Sala de Aula
O artigo descreve uma atividade realizada dentro da disciplina de geografia, em três turmas do 2º ano do ensino médio público na cidade de Campos dos Goytacazes (RJ). No texto, o professor Ives da Silva Duque Pereira explica a escolha do Google Sala de Aula (Classsroom) como ferramenta pedagógica e o desenvolvimento de uma experiência híbrida, tendo como base um modelo pedagógico de ensino a distância.

Artigo – Gamificação nas aulas de geografia “lendo imagens e atualidades”: uma experiência em ensino médio público de Lorena (SP)
Os professores Marco Antonio de Oliveira, Neide Aparecida Arruda de Oliveira, Maria Cristina Marcelino Bento e Luciani Vieira Gomes Alvareli relatam uma experiência de gamificação com alunos do 1º ano do ensino médio de uma escola pública do interior de São Paulo, na cidade de Lorena (SP). “Os resultados apontaram que a aplicação da gamificação nas aulas fez com que os alunos interagissem mais com as aulas e com o professor e também apresentaram subsídio para uma discussão acerca de imagens geográficas, discurso, identidade e cidadania”, apontam.

Artigo – O ensino de geografia e as novas tecnologias: as perspectivas dos jogos eletrônicos como recurso metodológico
O mestre em geografia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), Francisco Ielos Faustino Pereira, faz uma revisão da literatura sobre o uso de jogos eletrônicos (videogames) no processo ensino-aprendizagem da geografia. Além disso, apresenta exemplos de jogos que podem ser utilizados nas aulas da disciplina.

Artigo – Geografia, novas tecnologias e ensino: (re) conhecendo o “lugar” de vivência por meio do uso do Google Earth e Google Maps
No conteúdo, os pesquisadores da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Jonas Marques da Penha e Josandra Araújo Barreto de Melo, analisam o uso das ferramentas Google Earth e Google Maps em um trabalho desenvolvido com a turma do 8º ano do ensino fundamental da EEEF Maria Emília Oliveira de Almeida, localizada no bairro Presidente Médici, na cidade de Campina Grande (PB).

Reportagem – Combinar atividades diversificadas facilita entendimento sobre relevo
A professora Camila Alves Brito, em parceria com o educador Bruno Novaes Araújo, elaborou um percurso pedagógico diferente para ensinar o conteúdo ao 8º ano da Escola Estadual Professora Clarice de Magalhães Castro, de São Bernardo do Campo (SP).  Foram aliados jogos físicos, reportagens e um aplicativo. A professora utilizou a plataforma Fábrica de Aplicativos e criou um produto que permitia aos alunos compartilharem conteúdo via QR code.

Reportagem – Professor de geografia utiliza o entorno da escola para criar mapas colaborativos
O professor de geografia da escola municipal de ensino fundamental Padre Chico Falconi, em São Paulo, Wellington Fernandes, propôs a criação de mapas colaborativos, realizados a partir de incursões pelo bairro onde a escola está localizada: Jardim Nazaré, na zona leste da capital paulista. Em uma das iniciativas, os estudantes colheram fotos e vídeos do bairro e utilizaram o Google Maps para criar um mapa virtual. O material audiovisual foi anexado nos respectivos pontos do mapa.

Veja mais:
Professor não precisa de conhecimentos aprofundados em tecnologia para aplicar inovações
7 livros sobre uso de tecnologias na educação
Ufscar lança Dicionário de Educação e Tecnologias e Educação a Distância

Crédito da imagem: DragonImages – iStock

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

Glossário online explica conceitos relacionados à inovação da educação

Aprendizado maker, design thinking, steam e big data são temas que podem ser pesquisados

há 2 anos
Notícias

Secretarias de educação possuem experiências em recursos digitais, mas uso ainda é desafio

Levantamento da Unesco analisou sites e entrevistou gestores das cinco regiões do país

há 3 anos
Notícias

Arquivo completo da National Geographic é disponibilizado gratuitamente para brasileiros

Revista publica reportagens de ciência, tecnologia, geografia, culturas, vida animal e ecologia

há 2 anos
Notícias

7 livros sobre uso de tecnologias na educação

Conheça publicações que abordam diferentes possibilidades de uso pedagógico das TICs

há 3 anos

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.