Conteúdos

Este roteiro de estudos trata das orações coordenadas, trazendo informações detalhadas sobre os seus usos e as suas classificações. Repleto de exemplos que auxiliam na compreensão do tema tratado, o material finaliza com exercícios voltados à fixação do conteúdo.

Objetivos

  • Compreender o que são orações coordenadas; e
  • Entender quais são as classificações possíveis das orações coordenadas, bem como seu uso na produção de textos em língua portuguesa.

Conteúdos / Objetos do conhecimento:

  • O que são orações coordenadas;
  • Orações coordenadas assindéticas;
  • Orações coordenadas sindéticas;
  • Como diferenciar orações coordenadas e orações subordinadas;
  • Materiais de apoio; e
  • Exercícios de fixação.

Palavras-chave:

Língua portuguesa. Orações coordenadas.

Proposta de trabalho:

Este roteiro de estudos traz aos alunos informações relevantes sobre as orações coordenadas e o seu uso na produção de textos em língua portuguesa.

Bons estudos!

1ª Etapa: O que são orações coordenadas?

Orações coordenadas são aquelas que possuem uma independência sintática entre si, ou seja, não há uma relação de subordinação entre elas, não dependendo uma da outra para terem sentido. Elas podem ser unidas por meio de conjunções coordenativas ou simplesmente pela pontuação.

As orações coordenadas são classificadas em dois tipos principais:

  • assindéticas; e
  • sindéticas.

2ª Etapa: Orações coordenadas assindéticas

As orações coordenadas assindéticas são aquelas que não são ligadas por conjunções coordenativas. Em vez disso, elas são separadas por vírgulas, ponto e vírgula ou ponto final.

Exemplos:

“Cheguei cedo, estudei bastante, passei no exame.”

“Ela abriu a janela, olhou para fora, suspirou profundamente.”

3ª Etapa: Orações coordenadas sindéticas

As orações coordenadas sindéticas são aquelas que são ligadas por conjunções coordenativas. Dependendo da conjunção utilizada, elas podem ser classificadas em diferentes tipos:

a) Orações coordenadas sindéticas aditivas

São aquelas que indicam adição de ideias.

Utilizam conjunções como “e”, “nem”, “não só… mas também”, entre outras.

Exemplo:

“Estudei a matéria e fiz todos os exercícios.”

b) Orações coordenadas sindéticas adversativas

Indicam oposição ou contraste entre as ideias.

Utilizam conjunções como “mas”, “porém”, “contudo”, “entretanto”, “todavia”, entre outras.

Exemplo:

“Queria sair, mas precisava estudar.”

c) Orações coordenadas sindéticas alternativas

Indicam alternância ou escolha entre as ideias.

Utilizam conjunções como “ou”, “ou… ou”, “ora… ora”, “quer… quer”, entre outras.

Exemplo:

“Ou você estuda agora, ou não passará na prova.”

d) Orações coordenadas sindéticas conclusivas

Indicam conclusão ou resultado.

Utilizam conjunções como “portanto”, “logo”, “assim”, “por conseguinte”, entre outras.

Exemplo:

“Estudou muito, portanto passou no exame.”

e) Orações coordenadas sindéticas explicativas

Indicam explicação ou justificativa.

Utilizam conjunções como “porque”, “que”, “porquanto”, entre outras.

Exemplo:

“Estude bastante, porque a prova será difícil.”

4ª Etapa: Como diferenciar orações coordenadas e orações subordinadas?

Orações coordenadas são aquelas que têm independência sintática entre si, ou seja, cada oração poderia, em teoria, existir por si só como uma sentença completa. Elas são ligadas por conjunções coordenativas ou simplesmente pela pontuação.

Orações subordinadas, por outro lado, têm uma relação de dependência sintática com a oração principal. Uma oração subordinada não pode existir isoladamente sem perder seu sentido completo. Elas são introduzidas por conjunções subordinativas ou pronomes relativos e desempenham uma função dentro da oração principal (como sujeito, objeto, adjunto adverbial, etc.).

Para saber mais sobre orações subordinadas, acesse:

Orações subordinadas – Instituto Claro.

Acesso em: 24 de maio de 2024.

5ª Etapa: Exercícios de fixação

Os exercícios abaixo têm o objetivo de permitir que você explore, de forma autônoma, os conhecimentos obtidos acerca das orações coordenadas, aprofundando o seu conhecimento sobre o tema.

Identifique e classifique as orações coordenadas nos seguintes períodos:

1) “Ele estudou a tarde inteira, mas não conseguiu resolver todas as questões.”

2) “O sol já se pôs, a lua brilha intensamente no céu.”

3) “Ou você aceita o desafio, ou desiste e vai embora.”

4) “Estudou muito, logo foi bem na prova.”

5) “Comprei frutas e verduras, porque precisava preparar um jantar saudável.”

Gabarito:

1) “mas não conseguiu resolver todas as questões.” – Oração coordenada sindética adversativa.

2) “a lua brilha intensamente no céu.” – Oração coordenada assindética.

3) “ou desiste e vai embora.” – Oração coordenada sindética alternativa.

4) “logo foi bem na prova.” – Oração coordenada sindética conclusiva.

5) “porque precisava preparar um jantar saudável.” – Oração coordenada sindética explicativa.

Materiais Relacionados

Para ampliar seus conhecimentos acerca das orações coordenadas, acesse:

Orações coordenadas – Descomplica.

Acesso em: 24 de maio de 2024.

Orações coordenadas: aprenda a usar – Toda matéria

Acesso em: 24 de maio de 2024.

Orações coordenadas: sindéticas e assindéticas – Professora Pamba.

Acesso em: 24 de maio de 2024.

Período composto por coordenação (orações coordenadas) ♫ Paródia “Morro do Dendê” ♫ – Professor Noslen.

Acesso em: 24 de maio de 2024.

Orações coordenadas ou subordinadas? Entenda as diferenças! – Português com Letícia.

Acesso em: 24 de maio de 2024.

Bons estudos!

Roteiro de estudos elaborado pela professora Daniela Leite Nunes.

Coordenação Pedagógica: prof.ª dr.ª Aline Bitencourt Monge.

Crédito da imagem: Ulisberg Alves – Getty Images

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.