“Golpe militar: 50 anos – memória, história e direitos humanos” é o tema do seminário que será realizado nos dias 2, 3, 8 e 9 de abril de 2014, às 18h30, em São Paulo (SP). Promovido pelo Centro de Documentação e Memória (Cedem) e Observatório de Educação em Direitos Humanos da Universidade Estadual Paulista (Unesp), o evento propõe uma reflexão sobre o período histórico.
 
Veja também:
 
Entre 1964 e 1985, a ditadura militar interferiu na vida social, política, econômica e cultural da sociedade brasileira. Confira abaixo a programação do evento que acontece no Cedem/Unesp, localizado na Praça da Sé, 108 (metrô Sé). 
 
As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo e-mail ssantos@cedem.unesp.br (Sandra Santos). É necessário enviar nome completo, e-mail, RG e instituição. Mais informações pelo número (11) 3116-1701.
 
2 de abril: “Tenho algo a dizer: memórias da Unesp na ditadura (1964 a 1985)” – Mesa redonda sobre os resultados parciais da pesquisa sobre o arbítrio institucional e as lutas de resistência nos, então, “institutos isolados” e posteriormente na Unesp durante a ditadura.
Convidados: Antônio Celso Ferreira (historiador, professor da Unesp-Assis e coordenador do Cedem/Unesp), Maria Ribeiro do Valle (socióloga, historiadora e professora da Unesp-Araraquara)
Coordenação:  Clodoaldo Meneguello Cardoso (professor de filosofia e coordenador do Observatório de Educação em Direitos Humanos-OEDH/Unesp-Bauru)
 
3 de abril: “Ditadura civil-militar: memória e ressentimento” – Palestra sobre os desdobramentos do golpe civil-militar de 1964 na atual democracia brasileira.
Convidada:  Maria Rita Kehl (psicanalista, ensaísta, crítica literária, poetisa, cronista brasileira e membro da Comissão Nacional da Verdade)
Coordenação:  Antonio Celso Ferreira
 
8 de abril: “Resistência: imprensa alternativa e editoras de oposição” – Mesa redonda sobre as lutas contra a ditadura, feita por jornalistas, outros profissionais da imprensa e pelas  editoras de livros de oposição.
Convidados: José Luiz Del Roio (ex- senador na Itália, escritor, radialista e membro do conselho internacional do Fórum Social Mundial), Ricardo Carvalho (jornalista, foi repórter de direitos humanos na Folha de São Paulo, atuou na TV Cultura como diretor de jornalismo e na TV Globo como editor-chefe do Globo Repórter) e Flamarion Maués (historiador, editor de livros e foi coordenador editorial da Fundação Perseu Abramo)
Coordenação:  Antonio Celso Ferreira
 
9 de abril: “Políticas de preservação da memória” – Mesa redonda sobre as políticas de preservação da memória do período ditatorial de diversas organizações de São Paulo.
Convidados: Fundação Mauricio Grabois, Cedic/PUC, Cedoc/CUT
Coordenação:  Cedem e Fundação Perseu Abramo
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Notícias

5 livros para prevenir abuso sexual infantil

Obras de educação sexual ensinam alunos a entender toques inadequados e como dizer ‘não’

há 2 semanas
Notícias

7 séries para trabalhar conteúdos educativos com os alunos

Produções podem ser exploradas em disciplinas como história, geografia, química e língua portuguesa

há 2 semanas
Notícias

17 livros para apresentar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável aos alunos

Obras ajudam a trabalhar com a classe cada uma das metas da Agenda 2030 da ONU

há 1 mês
Notícias

7 livros para apresentar a mitologia grega aos alunos

Histórias e lendas da Grécia Antiga ajudam a refletir sobre aspectos da natureza humana

há 2 meses

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.