Conteúdos

Formação da Ilha de Calor Urbano

Inversão Térmica
Chuvas Ácidas
 

Objetivos

Identifique fenômenos de poluição atmosférica em áreas urbanas

Relacione a ocorrência de eventos poluidores à ocupação humana/urbanização
Reflita sobre ações para mitigar os efeitos dos fenômenos estudados
Compreenda as diferentes escalas de abrangência de cada fenômeno estudado
 

1ª Etapa: Fechamento

Convide-os a justificar a escolha e relacioná-la com o que foi estudado nas etapas anteriores. 

 

Comentários importantes acerca de cada questão 

 

1. Conforme apontamos nas etapas anteriores nesta questão se estabelece uma relação entre a Ilha de Calor Urbano e uma questão econômica: uso mais intenso da energia, visando conseguir estabelecer conforto térmico nas indústrias e residências.

 

2. Nessa questão, o examinador está preocuado que o aluno identifique corretamente a principal causa da formação da ilha de calor, que é a mudança da cobertura natural do solo; 

 

3. Essa questão nos remete ao link 16, pois indica signficativa redução na qualidade de vida do cidadão numa cidade afetada pela poluição de forma muito grave.

 

4. Com relação à chuva ácida a questão está preocupada que aluno indentifique suas consequência de maneira bem ampla. Nessa questão o aluno precisa lembrar com clareza dos aspectos teóricos, demonstrados nos links 6 a 9, e identificar com precisão uma das suas consequências.

 

5. Essa questão nos remete ao link 16, pois indica signficativa redução na qualidade de vida do cidadão numa cidade afetada pela poluição de forma muito grave.

 

 

 

 

2ª Etapa: Conceitos básicos necessários ao estudo de Poluição Atmosférica

Para abordar os três fenômenos destacados, o professor deverá estabelecer relações entre os aspectos teóricos e os vividos pelos alunos. Isso pode ser feito com os estudos de caso apresentados pela revista indicada no link 10. 

 

É importante demonstrar como esses fenômenos interferem na qualidade de vida dos indivíduos, podendo leva-los até mesmo à morte.

 

Escolha uma das localidades apresentadas que mais se aproxime da realidade local. Esse será o mote para a construção da aula expositiva que partirá da formação da  Ilha de Calor e extrapolará para os outros dois temas, Inversão Térmica e Chuva Ácida.

 

A Ilha de Calor é predominante – e seus efeitos sentidos de forma mais brusca – nas grandes cidades e áreas metropolitanas mas, conforme demonstrado nos Estudos de Caso recomendados, em cidades de porte médio. Portanto trata-se de um fenômeno de escala local.

 

A Ilha de Calor Urbano decorre do uso intenso de transportes individuais e coletivos (queima de combustíveis fósseis), grande atividade humana  e superfície coberta por concreto e asfalto. A topografia do sítio urbano também contribui para a ocorrência da Ilha de Calor: área central, adensada, com  uma área periférica mais arborizada, terrenos mais amplos, menos concreto e asfalto. Assim temos a formação da Ilha de Calor Urbano. Além da intensidade dos eventos citados, necessita-se também de uma ausência de áreas verdes e de grandes corpos d’água.

 

No link 1 há uma descrição mais detalhada e aprofundada do fenômeno, e no link 2 uma explicação mais simplificada. No link 2 existe 

 

Já a Inversão Térmica é um fenômeno natural que ocorre ao longo do ano. No período de inverno ela se faz mais presente. Num ambiente natural ou rural, com ausência de poluentes industriais ela só é notada pela formação da névoa ao amanhecer, que se dissipará com a presença do Sol. Mas nas áreas urbanas, com presença de poluentes (industriais, dos motores dos carros e demais partículas) na atmosfera,  ela produz efeitos nocivos à saúde, principalmente no aparelho respiratório de crianças e idosos, pois mantém a poluição próxima à superfície.

 

Trata-se também de um fenômeno de escala local.  Os links 3 e 4 apresentam explicações de fácil entendimento, bem como os vídeos dos links 12 e 13.

 

A chuva ácida forma-se a partir de intensa atividade industrial, mas seus efeitos podem ser sentidos a quilômetros de distância da origem, portanto sua escala de abrangência é regional. Para melhor compreendê-la é importante dialogar com a Química. Nos links 5 e 6 existem estudos de maior profundidade quanto ao tema, já nos links 7 e 8 as explicações seguem esquemas mais simplificados.

 

No vídeo do link 14 tem a demonstração de um experimento de Química que facilita o entendimento da chuva ácida.

 

3ª Etapa: Trabalhando com a realidade dos educandos

– Os alunos deverão ser divididos em grupo e serão orientados a pesquisar a ocorrência dos fenômenos no seu município (ou na capital do estado, por exemplo). Esses dados podem ser coletados por pesquisa junto às Secretárias do Meio Ambiente, Recursos Hídricos ou Administração (lins 17 e 18).

 

– O grupo deverá produzir um texto com suas constatações. Nesse texto deverão ser apontadas as condições que favorecem, ou dificultam, a existência dos fenômenos estudados na localidade.

 

– No link 15 há uma música. Os alunos deverão comparar a letra da música com a teoria estudada e apontar, num texto, os encontros e desencontros entre a letra e a teoria.

 

– Os textos deverão compor um jornal mural da sala. Defina o período de acompanhamento. Ele poderá ser contínuo ou alguns dias em diversas estações. 

 

4ª Etapa: Como o ENEM trata o tema Poluição Atmosférica em áreas urbanas

O ENEM enfatiza as consequências dos eventos poluidores para os seres humanos, a natureza e a cidade de forma geral, bem como a compreensão dos conceitos envolvidos. Por vezes a abordagem pode estar relacionada às Ciências da Natureza também.

 

Prepare cópias, sem as alternativas corretas, de uma ou mais questões sugeridas a seguir. Proponha aos alunos que resolvam os testes. ( Veja a tabela/ figura/ imagem no material de apoio anexo nesse plano de aula) 

 

Materiais Relacionados

 1. Alguns efeitos de áreas urbanas na geração de uma ilha de calor. In: Revista Brasileira de Meteorologia – Vol. 20 – nº 3 – Dezembro de 2005  

 
2. O que são Ilhas de Calor?
 
 
 
5. Águas de chuva: conceitos e breve histórico. Há chuva ácida no Brasil? 
 
6. Chuva Ácida. (atenção, página em Português de Portugal, portanto algumas expressões podem ser diferentes daquelas que usamos)
 
7. O que é e como se forma a chuva ácida? (esquema simplificado)
 
 
9. Poluição atmosférica: Refletindo sobre a qualidade ambiental em áreas urbanas.
 
 
Estudos de Caso
10. Revista Geonorte – Edição Especial 2 – Climatologia. A revista apresenta diversos estudos de caso sobre a formação de Ilha de Calor (Viçosa, MG; Pacatuba, CE; Rio de Janeiro, RJ,  Recife, PE, Araçatuba e  São Paulo, SP. 
 
11. Identificação do fenômeno de ilhas de calor urbano em Belo Horizonte – MG. 
 
 
Vídeos
 
13. Entenda a Inversão Térmica.                        
 
14. Experimentos de Química – Chuva ácida. 
 
15. Chuva Ácida – Criolo. 
 
Texto jornalístico
16. OMS: 7 milhões de pessoas morreram em 2012 por doenças causadas pela poluição do ar 
 
Consulte também o livro
17. ROSS, Jurandyr Luciano Sanches (Org.). Geografia do Brasil. São Paulo: Edusp, 1996, p. 69-89. 
     
 
Sites de órgãos estaduais
18. A CETESB é responsável por fiscalizar e monitorar a qualidade do ar em São Paulo:   
 
19. Em Belo Horizonte o site realiza esta ação.
 

Arquivos anexados

  1. Poluição atmosférica

Tags relacionadas

Deixe um comentário

Please Login to comment

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.