Conteúdos

Este roteiro de estudos de biologia aborda o sistema endócrino humano. Você irá aprender sobre as glândulas, a produção e a ação dos hormônios. Além disso, trataremos do ciclo menstrual e das principais doenças relacionadas com o excesso ou com a falta dos hormônios.

● Sistema endócrino;
● Glândulas;
● Hormônios; e
● Ciclo menstrual.

Objetivos

● Compreender as funções e o modo de ação do sistema endócrino;
● Reconhecer os diferentes tipos de glândulas: endócrinas, exócrinas e mistas;
● Relacionar as glândulas endócrinas com os hormônios produzidos por elas e as suas respectivas funções;
● Conhecer os principais distúrbios relacionados com o excesso ou com a falta de algum hormônio; e
● Compreender o ciclo menstrual.

Palavras-chave:

Sistema endócrino. Glândulas. Hormônios. Ciclo menstrual.

Proposta de trabalho:

O objetivo deste roteiro é auxiliar nos estudos, em casa ou em outro ambiente. Nesse sentido, apresenta um percurso com textos, vídeos e algumas propostas de atividades.

Não é necessário fazer todas as etapas, ler todos os textos, ou assistir a todos os vídeos, mas as questões norteadoras, bem como as subquestões que advêm delas, ajudam na captação do conteúdo inteiro, bem como dos principais conceitos.

Leia os textos propostos buscando as respostas para cada uma das perguntas. Se aparecerem dúvidas ao longo da leitura, aproveite para fazer anotações em seu caderno e aprofundar sua pesquisa. Após as leituras de cada um dos textos, escreva um parágrafo resumindo seu aprendizado.

1ª Etapa: Sistema endócrino: glândulas e hormônios

Pergunta norteadora: O que são glândulas e hormônios?

Estudando o sistema nervoso, você aprendeu que a integração dos sistemas do corpo humano é fundamental para a manutenção da homeostase, e que quem realiza essa coordenação e integração é o sistema nervoso, mas ele não trabalha sozinho, pois conta com a ajuda do sistema endócrino, que é um pouco mais lento ao transmitir a informação – afinal, ele age a partir de hormônios que são liberados na corrente sanguínea, e não por impulso elétrico – mas, mesmo assim, é muito eficiente! Juntos, os sistemas nervoso e endócrino garantem a manutenção da vida do organismo.

Para conhecer melhor o sistema endócrino, as glândulas e os hormônios, leia os seguintes textos:

“Sistema Endócrino”
Acesso em 10 de novembro de 2022.

“Tipos de glândulas”
Acesso em 10 de novembro de 2022.

A partir das leituras indicadas, preencha a tabela resumo abaixo:

Glândulas Hormônios Função dos hormônios Disfunções relacionadas aos hormônios
Hipófise
Tireoide
Paratireóide
Suprarrenais
Pâncreas
Ovários
Testículos

Para conhecer um pouco mais sobre as glândulas e hormônios, assista ao seguinte vídeo:
“Sistema endócrino – animação”. Acesso em 10 de novembro de 2022.

Para conhecer um pouco mais sobre a diabetes tipo 2, assista ao seguinte vídeo:
“Diabetes”. Acesso em 10 de novembro de 2022.

2ª Etapa: Ciclo menstrual

Pergunta norteadora: Ciclo menstrual e período menstrual são a mesma coisa?

Apesar de parecerem sinônimos, ciclo menstrual e período menstrual não são a mesma coisa!

Período menstrual são os dias em que, a partir da puberdade, a mulher menstrua, e esses dias marcam o início do ciclo menstrual.

O ciclo menstrual, por sua vez, é um conjunto de alterações que ocorrem no endométrio – a parede do útero. Tais alterações são controladas pela ação de 4 hormônios: dois produzidos na hipófise, o FSH e o LH, e dois produzidos pelos ovários, o estrógeno e a progesterona.

Para conhecer melhor o ciclo menstrual, leia os seguintes textos:

“Entenda as fases do ciclo menstrual”
Acesso em 10 de novembro de 2022.

“Ciclo menstrual”
Acesso em 10 de novembro de 2022.

A partir das leituras indicadas, responda às perguntas propostas abaixo:

1) O que é menstruação?
2) Qual a média de duração do ciclo menstrual?
3) Como são chamados os hormônios envolvidos no ciclo menstrual?
4) Como são chamadas as três principais fases do ciclo menstrual?
5) Descreva cada uma das fases, indicando a taxa hormonal em cada uma delas e os principais eventos.
6) O que é ovulação?
7) O que é período fértil? Quando ele ocorre?

Para conhecer um pouco mais sobre o ciclo menstrual, assista ao seguinte vídeo:
Como ocorre a menstruação
Acesso em 10 de novembro de 2022.

3ª Etapa: Cheque seus conhecimentos

1. No diabetes melito, há dificuldade em facilitar a entrada de glicose nas células, o que resulta em hiperglicemia sanguínea. Há dois tipos de diabetes melito. No tipo I, ocorre destruição das células responsáveis pela produção de insulina, enquanto no tipo II as células do corpo deixam de responder à ação desse hormônio, ainda que a sua produção seja normal. Assinale a alternativa correta.
a) No diabetes tipo I, as células destruídas se situam no córtex da suprarrenal.
b) Os indivíduos com diabetes tipo II necessitam de injeções diárias de insulina.
c) A glicemia sanguínea é controlada principalmente pelo sistema nervoso autônomo, responsável pela liberação de adrenalina.
d) A manutenção de altos níveis de glicose no sangue provoca sintomas como hipertensão arterial, sede constante e aumento na produção de urina.
e) Se os níveis de glicose no sangue permanecem altos, o metabolismo celular aumenta.

GABARITO: D.

2. Em uma experiência laboratorial, o nervo vago que inerva o coração de uma rã foi estimulado eletricamente, liberando acetilcolina, que provoca:
a) sístole ventricular.
b) diminuição da frequência cardíaca.
c) aumento da força de contração cardíaca.
d) hipertrofia ventricular.
e) hipertensão arterial.

GABARITO: B.

3. A figura abaixo apresenta os resultados obtidos durante um experimento que visou medir o nível de glicose no sangue de uma pessoa saudável após uma refeição rica em carboidratos. As dosagens de glicose no sangue foram obtidas a intervalos regulares de 30 minutos.

Adaptado de Luz, M. R.M.P. and Da Poian, A. T.O ensino classificatório do metabolismo humano. Cienc. cult., vol. 57, nº- 4, p. 43-45, 2005.

a) Explique os resultados obtidos nas etapas I e II mostradas na figura.

b) Sabendo-se que a pessoa só foi se alimentar novamente após 7 horas do início do experimento, explique por que na etapa III o nível de glicose no sangue se manteve constante e em dosagens consideradas normais.

GABARITO: a) A etapa I revela que houve elevação da glicemia (taxa de glicose no sangue) logo após a digestão e absorção dos carboidratos; a etapa II mostra que houve redução da glicemia, pela passagem da glicose do sangue para os tecidos, estimulada pela ação da insulina, hormônio produzido pelo pâncreas endócrino (células betas). b) O nível de glicose sangüínea manteve-se constante (etapa III) graças à ação do glucagon, hormônio — também produzido pelo pâncreas endócrino (células alfas) — que promove a hidrólise do glicogênio armazenado no fígado e nos músculos, liberando glicose para o sangue.

4. Observou-se em uma gestante de 8 meses a existência de um tumor na neuro-hipófise, o que resultou na impossibilidade dessa região liberar para o sangue os hormônios que ali chegam. Em razão do fato, espera-se que

I. quando do parto, essa mulher tenha que receber soro com ocitocina, para assegurar que ocorram as contrações uterinas.
II. depois de nascida, a criança deva ser alimentada com mamadeira, uma vez que as glândulas mamárias da mãe não promoverão a expulsão do leite.
III. a mãe não produza leite, em razão da não liberação de prolactina pela neuro-hipófise.
IV. a mãe possa desenvolver uma doença chamada diabetes insípido.
V. a mãe apresente poliúria (aumento no volume urinário) e glicosúria (glicose na urina), uma vez que a capacidade de reabsorção de glicose nos rins é insuficiente.

É correto o que se afirma apenas em
a) I, II e IV.
b) I, II e V.
c) I, III e IV.
d) II e V.
e) III e V.

GABARITO: A.

5. A espécie humana possui diversas glândulas endócrinas, algumas responsáveis pela produção de mais de um tipo de hormônio que, juntamente com o sistema nervoso, coordenam a atividade sincrônica e equilibrada de vários sistemas do corpo. A ocorrência de uma anormalidade nessas glândulas afeta a sua atividade funcional. A figura, ao lado, mostra a localização de importantes glândulas endócrinas, que aparecem numeradas de 1 a 6.

Nesse sentido, é INCORRETO afirmar que a ocorrência de uma anormalidade na glândula identificada pelo número:
a) 1 pode afetar o desenvolvimento das características sexuais secundárias nos indivíduos do sexo feminino.
b) 2 pode levar ao descontrole do nível normal de glicose no sangue, mantido pela ação conjunta dos hormônios glucagon e insulina.
c) 3 pode inibir a produção de insulina e de glucagon pelo pâncreas.
d) 4 pode afetar o controle da concentração de cálcio no sangue.
e) 5 pode retardar o crescimento dos ossos e causar debilidade mental.
f) 6 pode afetar o crescimento, ocasionando nanismo ou gigantismo.

GABARITO: C.

6. Uma pessoa apresenta o seguinte quadro de sintomas: eliminação de grande volume de urina, sede e desidratação. Exames clínicos revelaram alteração hormonal, tratando-se de
a) aumento do hormônio aldosterona, produzido pela adrenal, que levou a um aumento na reabsorção de água pelos rins.
b) diminuição do hormônio aldosterona, produzido pela hipófise, que levou a um aumento na reabsorção de água pelos rins.
c) aumento do hormônio antidiurético, produzido pela adrenal, que levou a uma diminuição na reabsorção de água pelos rins.
d) diminuição do hormônio antidiurético, produzido pela hipófise, que levou a uma diminuição na reabsorção de água pelos rins.
e) aumento do hormônio antidiurético, produzido pela hipófise, que levou a uma diminuição na reabsorção de água pelos rins.

GABARITO: D.

7. O gráfico mostra os níveis sanguíneos de hormônios sexuais durante o ciclo menstrual.

Pode-se dizer que as curvas 1 e 2 correspondem, respectivamente,
a) ao hormônio luteinizante (LH) e ao hormônio folículo estimulante (FSH); a seta indica a ovulação. b) ao hormônio folículo estimulante (FSH) e ao hormônio luteinizante (LH); a seta indica a menstruação.
c) à progesterona e aos estrógenos; a seta indica a ovulação.
d) aos estrógenos e à progesterona; a seta indica a menstruação.
e) aos estrógenos e à progesterona; a seta indica a ovulação.

GABARITO: E.

8. Um amigo meu ficou sabendo que estava com câncer na tireoide e teria que se submeter a uma cirurgia para a retirada desse órgão. Ele foi informado de que, como consequência da cirurgia, teria que tomar medicamentos, pois a ausência dessa glândula
a) provocaria a ocorrência do aumento do volume do pescoço, caracterizando um quadro clínico conhecido como bócio endêmico.
b) reduziria a produção do hormônio de crescimento, provocando a redução de cartilagens e ossos, fenômeno conhecido como nanismo.
c) diminuiria a concentração de cálcio no sangue, levando à contração convulsiva das células musculares lisas, o que provocaria a tetania muscular.
d) comprometeria a produção do hormônio antidiurético, aumentando a concentração de água no sangue e diminuindo o volume de urina excretado.
e) levaria a uma queda generalizada na atividade metabólica, o que acarretaria, por exemplo, a diminuição da temperatura corporal.

GABARITO: E.

9. Uma terapia experimental com células tronco, projetada para reverter a evolução da diabetes tipo 1, permitiu aos portadores da doença se livrarem das injeções de insulina por meses e, em um caso, por três anos, revelou um estudo publicado […] nos Estados Unidos. (Uol, 10.04.2007.) Em entrevistas concedidas à imprensa, os médicos responsáveis pela pesquisa afirmam que não se pode ainda falar em cura desse tipo de diabetes, mas se mostram otimistas com os resultados já obtidos. Explicando os procedimentos empregados no tratamento proposto, os médicos afirmam que, devido à natureza de doença autoimune do diabetes melito tipo 1, o tratamento prevê também a aplicação de quimioterapia com drogas imunossupressoras. Isso tem gerado sérias críticas ao trabalho por parte de cientistas americanos. Outro ponto também criticado é que a pesquisa foi desenvolvida sem um “grupo-controle”.

a) Qual a relação entre o pâncreas e a ocorrência do diabetes melito tipo 1?
b) Por que a ausência de grupos-controle é uma das críticas dos cientistas aos resultados do estudo?

GABARITO: a) É no pâncreas endócrino, mais exatamente nas células beta das ilhotas pancreáticas, que é produzida e secretada a insulina, hormônio que facilita a entrada de glicose nas células. A produção deficiente desse hormônio leva a um aumento na glicemia (taxa de glicose no sangue), característico do diabetes melito tipo 1. b) Todo estudo científico só poderá ter sua validade comprovada se possibilitar a comparação dos dados experimentais obtidos com os dados fornecidos por um grupo-controle (no caso, um grupo de pacientes que não foi submetido ao tratamento).

10. A glândula localizada na sela túrcica do osso esfenoide, e que se liga por um pedículo ao hipotálamo, na base do cérebro, chama-se
a) hipófise.
b) tiroide.
c) pineal.
d) timo.
e) paratireoide.

GABARITO: A.

Questões e gabarito 
Acesso em 10 de novembro de 2022.

Roteiro de estudos elaborado pela Professora Drª. Nathalie Lousan.
Revisão textual: Professora Daniela Leite Nunes.
Coordenação Pedagógica: Prof.ª Dr.ª Aline Monge.

Talvez Você Também Goste

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.