Conteúdos

Este roteiro de estudos de biologia trata da primeira Lei de Mendel e suas principais variações.

Você irá aprender sobre seus fundamentos e proporções, o vocabulário básico relacionado à genética, o enunciado da primeira Lei de Mendel e como realizar e interpretar os cruzamentos genéticos utilizando o quadro de Punnet.

Objetivos

  • Compreender os fundamentos da hereditariedade;
  • Conhecer o vocabulário básico de genética;
  • Aplicar a primeira Lei de Mendel e suas variações em diferentes contextos e situações-problema;
  • Compreender como as variações nos padrões de herança da primeira Lei de Mendel podem alterar a diversidade fenotípica e as proporções; e
  • Utilizar o quadro de Punnet para calcular proporções e porcentagens resultantes de cruzamentos genéticos.

Conteúdos / Objetos do conhecimento:

  • Hereditariedade;
  • Genótipo e fenótipo;
  • Primeira Lei de Mendel;
  • Dominância incompleta;
  • Codominância;
  • Alelos letais; e
  • Quadro de Punnet. 

Palavras-chave:

Genética. Hereditariedade. Primeira Lei de Mendel.

Proposta de trabalho:

O objetivo deste roteiro é auxiliar nos estudos em casa ou em outro ambiente. Nesse sentido, apresenta um percurso com textos, vídeos e algumas propostas de atividades.

Não é necessário fazer todas as etapas, ler todos os textos, ou assistir a todos os vídeos, mas as questões norteadoras, bem como as subquestões que advêm delas, ajudam na captação do conteúdo inteiro, bem como dos principais conceitos.

Leia os textos propostos buscando as respostas para cada uma das perguntas. Se aparecerem mais dúvidas ao longo da leitura, aproveite para fazer anotações em seu caderno e aprofundar sua pesquisa. Após as leituras de cada um dos textos, escreva um parágrafo resumindo seu aprendizado.

1ª Etapa: Conhecendo Mendel e sua primeira lei

Pergunta norteadora: Você sabe quem foi Mendel e qual sua relação com as ervilhas?

Não, Mendel não era um cara que amava usar as ervilhas como principais ingredientes em suas receitas. Mas ele as escolheu para realizar experimentos sobre hereditariedade e testar suas hipóteses sobre a transmissão das características da geração parental aos seus descendentes.

As ervilhas foram uma excelente escolha, já que essas plantas apresentam um ciclo de vida curto, são fáceis de cultivar e produzem muitos descendentes, além de realizarem a autofecundação. Nesta etapa, você vai conhecer Mendel e os resultados de seus experimentos.

Para conhecer melhor quem foi Mendel, assista ao vídeo “Quem foi Mendel?”.

Acesso em 18 de setembro de 2023.

Para conhecer melhor a primeira Lei de Mendel, leia o seguinte texto:

 “Primeira Lei de Mendel”

Acesso em 18 de setembro de 2023.

A partir da leitura, responda às seguintes questões:

  • Quem foi Mendel?
  • Qual foi a primeira característica das ervilhas analisada por Mendel?
  • Em relação às ervilhas e aos experimentos de Mendel, o que pode ser considerado uma ervilha pura?
  • Qual foi o resultado do primeiro cruzamento entre ervilhas puras realizado por Mendel?
  • O que diz a primeira Lei de Mendel?

Para compreender melhor como utilizar o quadro de Punnet a partir da primeira Lei de Mendel, assista ao seguinte vídeo:

“Ervilhas de Mendel”

Acesso em 18 de setembro de 2023.

2ª Etapa: O vocabulário genético

Pergunta norteadora: Será que você compreende todos os termos utilizados em genética?

Essa pode parecer uma pergunta esquisita, mas certamente você já reparou quantas palavras “estranhas” aparecem em um texto ou em um exercício de genética.

Conhecer e compreender o significado de tais conceitos é o primeiro passo para você conseguir apreender o conteúdo e resolver do exercício mais simples ao mais complexo. Então, nesta etapa, dedique-se ao que eu gosto de chamar de “vocabulário genético”.

Para conhecer um pouco mais sobre esse vocabulário, leia o seguinte texto:

“Glossário – termos de genética”

Acesso em 18 de setembro de 2023.

Após a leitura, relacione as colunas abaixo:

lei-de-mendel

3ª Etapa: Principais variações da primeira Lei de Mendel

Pergunta norteadora: Será que existem exceções à primeira Lei de Mendel?

Sim. Toda regra tem suas exceções, e nos estudos da hereditariedade não seria diferente. Portanto, existem algumas situações em genética que fogem ao que foi proposto por Mendel em sua primeira lei. Tais situações, chamadas de “variações da primeira Lei de Mendel”, sofrem alterações na proporção dada por Mendel ou na expressão dos genes dos indivíduos formados, ou seja, em seu fenótipo. Agora, você irá estudar os principais exemplos dessas variações.

Para conhecer as principais variações da primeira Lei de Mendel, leia o seguinte texto:

“Alelos letais, pleiotropias e outras variações”

Acesso em 18 de setembro de 2023.

A partir da leitura, responda às perguntas propostas abaixo:

  • Explique o que é pleiotropia.
  • Como é chamada a variação que pode causar a morte do embrião?
  • Diferencie dominância incompleta de codominância.
  • Cite um exemplo de expressividade variável.

Para conhecer um pouco mais sobre a amebíase, assista ao seguinte vídeo:

“Amebíase (Tudo o que você precisa saber)”

Acesso em 20 de julho de 2023.

4ª Etapa: Cheque seus conhecimentos

  1. A primeira Lei de Mendel, conhecida também como princípio da segregação dos caracteres ou lei da segregação, afirma que:

    a) cada característica é condicionada por um par de fatores que se separam na formação dos gametas.
    b) cada par de fatores segrega-se de maneira independente de outros pares durante a formação dos gametas.
    c) cada característica é condicionada por um par de fatores que permanecem unidos na formação dos gametas.
    d) cada par de fatores segrega-se de maneira conjunta com outros pares durante a formação dos gametas.
    e) cada característica é condicionada por um fator que não se separa na formação dos gametas.

GABARITO: A.

  1. Mendel, durante o seu experimento, realizou a polinização cruzada de plantas ditas puras, ou seja, plantas que, após sucessivas gerações, eram responsáveis por originar plantas com a mesma característica. O cruzamento entre as plantas puras de flor branca e plantas de flor púrpura deu origem às plantas da geração que ele denominou F1, as quais foram 100% púrpuras. De acordo com seus conhecimentos sobre genética e os trabalhos de Mendel, marque a alternativa que indica corretamente a proporção de flores brancas e púrpuras obtidas na geração F2:

    a) 0% branca e 100% púrpuras
    b) 50% brancas e 50% púrpuras
    c) 25% brancas e 75% púrpuras
    d) 75% brancas e 25% púrpuras
    e) 100% brancas e 0% púrpura

GABARITO: C.

  1. Imagine que ratos pretos e brancos vivem em uma determinada região. Os ratos pretos apresentam essa coloração devido à presença de um alelo dominante B. A coloração branca da pelagem é determinada por um alelo recessivo b. Se um rato BB cruzar com um rato Bb, qual a probabilidade de nascerem filhotes pretos?

    a) 0%
    b) 25%
    c) 50%
    d) 75%
    e) 100%

GABARITO: E.

  1. A seguir, temos uma representação do cruzamento entre plantas com vagem de cor verde e de cor amarela. De acordo com seus conhecimentos sobre a primeira Lei de Mendel e análise atenta desta imagem, podemos concluir que:

geração-p-mendel

Observe a figura para responder à questão.

          a) A geração F1 é formada por indivíduos homozigotos e heterozigotos.
          b) A geração parietal apresenta plantas exclusivamente heterozigotas.
          c) A geração F2 apresenta plantas exclusivamente heterozigotas.
          d) Na geração F1, temos 100% das plantas com vagem de cor verde, o que indica que o alelo para a cor verde é dominante.
           e) Na geração F2, a cor amarela voltou a aparecer, o que indica que a cor verde era determinada por alelos recessivos, e a amarela, por alelos dominantes.

GABARITO: D.

  1. Um pesquisador cruzou ervilhas de sementes amarelas com ervilhas de sementes verdes e obteve uma geração F1 formada exclusivamente por plantas com sementes amarelas. Ao realizar o cruzamento entre indivíduos da geração F1, obteve plantas amarelas e verdes na proporção de 3:1. Considerando como o alelo dominante e como o alelo recessivo, qual seria o genótipo das plantas com sementes verdes?

    a) AA
    b) Aa
    c) aa
    d) aA
    e) Aaa

GABARITO: C.

  1. O albinismo é uma herança autossômica recessiva, que se caracteriza por uma ausência ou redução da produção de melanina no organismo, o que faz com que o indivíduo apresente despigmentação da pele, pelos e olhos. Sabendo-se que se trata de uma herança recessiva, qual a chance de uma criança nascer albina se seu pai for albino e sua mãe apresentar produção normal de melanina, mas for heterozigota?

    a) 0%
    b) 25%
    c) 50%
    d) 75%
    e) 100%

GABARITO: C.

  1. Um casal, com produção de melanina normal, teve um filho albino. O casal acreditou que se tratava de um erro na maternidade e que o filho, provavelmente, havia sido trocado, pois seria impossível que pessoas com produção normal de melanina tivessem um filho com essa desordem genética. O casal está certo em suas suposições?

    a) Sim, pois, para se ter um filho albino, obrigatoriamente o pai ou a mãe devem ser albinos.
    b) Sim, pois, para se ter um filho albino, o pai e a mãe também devem ser albinos.
    c) Não, pois pais homozigotos recessivos podem ter um filho albino.
    d) Não, pois pais homozigotos dominantes podem ter um filho albino.
    e) Não, pois pais heterozigotos podem apresentar produção normal de melanina e o alelo para o albinismo.

GABARITO: E.

  1. Considere uma doença humana autossômica dominante com penetrância completa que afeta indivíduos na idade adulta. Seria correto afirmar que:

    a) A proporção genotípica esperada para a prole afetada de um homem homozigoto dominante com a doença é de 50%.
    b) A proporção de gametas portadores do alelo para a doença que produzirá uma mulher heterozigota afetada será 100%.
    c) Um casal em que ambos são heterozigotos para o alelo que causa a doença poderá ter filhos sadios.
    d) Um casal em que apenas um dos cônjuges é heterozigoto para o alelo que causa a doença tem risco de 25% de ter crianças afetadas.

GABARITO: C.

  1. Um cachorro poodle de pelo branco foi cruzado com uma fêmea poodle de pelo preto e nasceram 6 filhotes, 3 de pelo branco e 3 de pelo preto. O mesmo macho foi cruzado com outra fêmea poodle, agora de pelo branco, e nasceram 4 filhotes: 3 de pelo branco e 1 de pelo preto. Admitindo-se que essa característica fenotípica seja determinada por dois alelos de um mesmo locus, pode-se dizer que o macho é

    a) heterozigoto e as duas fêmeas são homozigotas.
    b) heterozigoto, assim como a fêmea branca. A fêmea preta é homozigota.
    c) heterozigoto, como a fêmea preta. A fêmea branca é homozigota.
    d) homozigoto, assim como a fêmea branca. A fêmea preta é heterozigota.
    e) homozigoto e as duas fêmeas são heterozigotas.

GABARITO: B.

  1. Qual a porcentagem de descendentes Aa nascidos de uma mãe Aa?
    a) 25%
    b) 50%
    c) 75%
    d) 100%
    e) Depende do pai

GABARITO: B.

Exercícios disponíveis em Brasil Escola.

Acesso em 18 de setembro de 2023.

Roteiro de estudos elaborado pela professora drª. Nathalie Lousan.

Revisão textual: professora Daniela Leite Nunes.

Coordenação Pedagógica: prof. dr.ª Aline Bitencourt Monge.

Talvez Você Também Goste

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.