Conteúdos

Este é um roteiro de estudos de Biologia que traz a revisão de alguns conceitos básicos sobre os fungos: suas características básicas, nutrição, estrutura, reprodução, classificação, importância ecológica e socioeconômica. Também aborda, de forma sucinta, a taxonomia e a evolução dos seres vivos. Tal roteiro é composto por sugestão de vídeos, textos e questões reflexivas, para orientá-lo(a) nos estudos, bem como exercícios comentados, para que você teste seus conhecimentos.

● Taxonomia; e
● Reino fungi.

Objetivos

● Reconhecer as características gerais dos seres vivos pertencentes ao reino Fungi;
● Comparar os diferentes grupos de fungos, de acordo com suas características morfofisiológicas; e
● Conhecer a importância ecológica e socioeconômica dos fungos.

Estude também

Palavras-chave:

Reino Fungi. Fungos. Leveduras. Decompositores. Fermentação.

Proposta de trabalho:

O objetivo deste roteiro é auxiliar nos estudos, em casa ou em outro ambiente. Nesse sentido, apresenta um percurso com textos, vídeos e algumas propostas de atividades.
Não é necessário fazer todas as etapas, ler todos os textos, ou assistir a todos os vídeos, mas as questões norteadoras, bem como as subquestões que advêm delas, ajudam na captação do conteúdo inteiro, bem como dos principais conceitos.

Leia os textos propostos buscando as respostas para cada uma das perguntas. Se aparecerem mais dúvidas ao longo da leitura, aproveite para fazer anotações em seu caderno e aprofundar sua pesquisa. Após as leituras de cada um dos textos, escreva um parágrafo resumindo seu aprendizado.

1ª Etapa: Taxonomia

Pergunta norteadora:
Quando surgiu o Reino Fungi?

A taxonomia é uma área da biologia que surgiu da percepção dos cientistas acerca da necessidade de classificar os seres vivos, padronizar a nomenclatura e organizá-los de acordo com suas características morfofisiológicas, evolutivas (filogenia) e, mais recentemente, genética. Assim como toda área do conhecimento, a taxonomia passou por diversas alterações, de acordo com as dificuldades que surgiram, sendo construída de forma colaborativa por diferentes pensadores e cientistas. Porém, temos alguns marcos no desenvolvimento dessa ciência, como: a classificação de Aristóteles, as categorias taxonômicas criadas por Lineu, Ernst Haeckel, Hebert Copeland, Robert H. Whittaker e Carl R. Woese – que definiram, ao longo do tempo, os reinos aos quais pertencem os seres vivos, entre outros.

Para saber mais sobre taxonomia e sistemática, leia o seguinte texto: “Breve histórico da taxonomia e da sistemática”. Acesso em 05 de julho de 2022.

– Leia o tópico “Classificação biológica para os fungos?”
Acesso em 05 de julho de 2022.

A partir da leitura, responda às seguintes perguntas:
1) Desde quando os fungos são conhecidos?
2) Em qual reino os fungos foram classificados por Aristóteles?
3) Quem propôs e quando foi proposto um reino exclusivo para os fungos?
4) Com quais seres vivos os fungos mais se parecem? Por quê?
5) Quais filos dos fungos mais contribuem para sabermos sobre suas origens e a história evolutiva desse grupo de seres vivos?

2ª Etapa: Reino Fungi: características gerais

Pergunta norteadora:
Nem animal, nem vegetal, o que faz os fungos seres vivos tão peculiares?

O Reino Fungi inclui alguns dos seres vivos mais importantes para a ecologia e saúde, com aplicabilidade socioeconômica. Suas características incomuns e interessantes fazem desses seres vivos únicos, sendo objeto de estudo desta etapa do roteiro.

– Leia o tópico “Fungos” (página 3), deste texto.
Acesso em 05 de julho de 2022.

Após a leitura, transcreva em seu caderno as características gerais dos fungos.

Para saber mais, assista ao vídeo:

O mundo secreto dos jardins – 05 – Fungos
Acesso em 05 de julho de 2022.

3ª Etapa: Nutrição, estrutura e reprodução

Perguntas norteadoras:

Como os fungos se alimentam?
Como são formados os corpos dos fungos?
De que forma os fungos se reproduzem?

Os fungos são seres vivos heterótrofos por absorção, ou seja, eles lançam enzimas digestivas no substrato em que se encontram, transformando moléculas complexas em simples para absorvê-las, razão pela qual sua digestão também é conhecida como extracorpórea. Em relação à sua alimentação, os fungos podem ser classificados em saprófitos, parasitas ou mutualistas.

Já sobre sua estrutura, você pode estar pensando que um fungo se resume a um cogumelo. Mas será que todos os fungos possuem cogumelos? E a resposta para essa pergunta é não! Aliás, o cogumelo é apenas a parte visível e reprodutora de alguns fungos, por isso é importante conhecer sua anatomia/estrutura. Isso irá auxiliá-lo na compreensão da fisiologia e do modo de vida desses seres.

Por falar em reprodução, os fungos podem se reproduzir de forma sexuada ou assexuada. Que tal entender esses processos nesta etapa?

Leia o seguinte texto “Fungos
Acesso em 05 de julho de 2022.

A partir do texto sugerido acima, responda às seguintes perguntas:
1) Defina fungos saprófitos, parasitas e mutualistas, citando exemplos.
2) Quais tipos de reprodução assexuada os fungos realizam?
3) Como é a reprodução sexuada dos fungos? Quais filos realizam esse tipo de reprodução?
4) O que são hifas?
5) Diferencie hifas septadas de cenocíticas.
6) Faça um desenho da estrutura do fungo (corpo de frutificação), identificando suas partes.
7) Faça um desenho ou um mapa mental do ciclo de vida dos fungos, anotando as alternâncias de gerações (fase haploide (n) e diploide (2n)).

4ª Etapa: Classificação

O Reino Fungi é considerado monofilético, pois compartilha das mesmas características, tais como: parede celular com quitina, hifas, reprodução por meio de esporos e nutrição por absorção.

Leia o seguinte texto: “Classificação dos fungos”
Acesso em 05 de julho de 2022.

A partir do texto sugerido acima, preencha a tabela abaixo:

FILOS CARACTERÍSTICAS
Hábitat Reprodução Nutrição Estruturas Exemplar
Chytridiomycota
Neocallimastigomycota
Blastocladiomycota
Microsporidia
Glomeromycota
Ascomycota
Basidiomycota

5ª Etapa: Importância ecológica e socioeconômica

Como já mencionado neste roteiro, os fungos possuem grande importância ecológica, por serem seres decompositores, que fazem associações com outros seres vivos. São importantes também do ponto de vista socioeconômico, uma vez que alguns são comestíveis e utilizados nos processos de fabricação de certos alimentos, como pães, vinhos e queijos. Há também outras funções importantes desempenhadas pelos fungos, tanto para a natureza quanto para os seres vivos, bem como para nós, seres humanos.

– Leia as páginas 3 a 8 do texto “Fungos”.
Acesso em 05 de julho de 2022.

Depois da leitura, escreva um breve texto sobre a importância dos fungos. A habilidade de ler, compreender e dissertar sobre esse tema é muito importante para seu aprendizado e desenvolvimento.

6ª Etapa: Cheque seus conhecimentos

Realizar questões é um excelente exercício durante o estudo autodirigido. Veja abaixo, alguns exemplos de questões sobre o tema estudado.

1. “Para nenhum povo da antiguidade, por mais que consumissem a cerveja, ela foi tão significativa e importante como para os egípcios. Entre eles, além de ter uma função litúrgica determinada no banquete oferecido aos mortos ilustres, a cerveja era a bebida nacional […]. As mulheres que fabricavam a cerveja tornavam-se sacerdotisas, tal era a importância dessa bebida digna de ser oferecida como libação aos deuses.”
(VIDA biblioteca. Como fazer cerveja. 3.ed. São Paulo: Três, 1985. p. 51-52.)

Ainda que a cerveja seja fabricada há milhares de anos, a essência de sua produção continua a mesma. Com base nos conhecimentos sobre o tema, é correto afirmar que a cerveja é originada a partir da fermentação de cereais por meio de:
a) Fungos macroscópicos, liberando álcool etílico e oxigênio.
b) Bactérias, liberando álcool metílico e gás carbônico.
c) Bactérias, liberando álcoois aromáticos e oxigênio.
d) Fungos microscópicos, liberando álcool etílico e gás carbônico.
e) Fungos microscópicos, liberando álcool metílico e água.

GABARITO: D.

2. A produção de álcool combustível a partir do açúcar da cana está diretamente relacionada a qual dos processos metabólicos de microrganismos abaixo relacionados?
a) Respiração.
b) Fermentação.
c) Digestão.
d) Fixação de N2
e) Quimiossíntese.

GABARITO: B.

3. Considere os procedimentos:
I. A produção de bebidas alcoólicas.
II. A produção de açúcar a partir da cana.
III. O cultivo de plantas leguminosas para aumentar a fertilidade do solo.

Os microrganismos atuam em:
a) I apenas.
b) II apenas.
c) I e II apenas.
d) I e III apenas.
e) I, II e III.

GABARITO: D.

4. O fermento biológico usado na fabricação de pães provoca o aumento do volume da massa como consequência da produção de:
a) CO2, a partir da água acrescentada à massa do pão.
b) CO2, a partir da fermentação do açúcar acrescentado à massa do pão.
c) O2, a partir da fermentação do amido existente na farinha do pão.
d) N2, a partir da fermentação do açúcar acrescentado à massa do pão.
e) O2, a partir da respiração do açúcar acrescentado à massa do pão.

GABARITO: B.

5.

O desenho acima representa o ciclo vital de um fungo ascomiceto. A respeito dele são feitas as seguintes afirmações:

I. A indica o ascocarpo (corpo de frutificação), constituído por hifas tanto monocarióticas como dicarióticas.
II. B indica o asco, contendo 8 ascósporos diploides.
III. A meiose que ocorre em C é denominada zigótica.

Assinale:
a) se somente I estiver correta.
b) se apenas I e II estiverem corretas.
c) se apenas II e III estiverem corretas.
d) se apenas I e III estiverem corretas.
e) se todas estiverem corretas

GABARITO: D.

6. A parte comestível do cogumelo (“champignon”) corresponde ao:
a) micélio monocariótico do Ascomiceto.
b) corpo de frutificação do Ascomiceto.
c) micélio monocariótico do Basidiomiceto.
d) corpo de frutificação do Basidiomiceto.
e) sorédio do fungo.

GABARITO: D.

7. Assinale a opção que NÃO apresenta uma característica dos seres pertencentes ao Reino Fungi.
a) São autotróficos e realizam fotossíntese.
b) Produzem antibióticos.
c) São capazes de realizar fermentação.
d) Realizam decomposição de matéria orgânica.
e) Suas células não possuem cloroplastos.

GABARITO: A.

8. Daqui a dois meses, amostras de liquens viajarão ao espaço para participar de uma experiência com a qual a Agência Espacial Europeia pretende verificar se organismos vivos podem viajar de um planeta a outro “a bordo” de meteoritos. Os liquens, selecionados por terem grande resistência, ficarão dentro de um dispositivo que simulará as condições de um meteorito em movimento.
(O Estado de S.Paulo, julho 2007.)

a) Quais os organismos envolvidos na formação dos liquens?

b) Algumas experiências têm mostrado que, quando os organismos que compõem os liquens são separados, um tem melhor desempenho que o outro. Esses resultados têm levado ao questionamento da ideia de que os liquens são exemplos de mutualismo. Por quê?

GABARITO:

a) Os organismos são, de modo geral, um fungo e uma alga.

b) Se existe a possibilidade de um deles viver separado do outro, e com melhor desempenho, então não se trata de um caso de mutualismo, modalidade de interação obrigatória e com benefício mútuo.

9. Determinados tipos de sementes podem sofrer contaminação por substâncias tóxicas produzidas por seres vivos cuja estrutura corporal está representada por hifas. Esses indivíduos devem pertencer ao grupo:
a) das algas.
b) dos protozoários.
c) das bactérias.
d) dos vírus.
e) dos fungos.

GABARITO: E.

10. No sistema de classificação de Lineu, os fungos eram considerados vegetais inferiores e compunham o mesmo grupo do qual faziam parte os musgos e as samambaias. Contudo, sistemas de classificação modernos colocam os fungos em um reino à parte, reino Fungi, que difere dos vegetais não apenas por não realizarem fotossíntese, mas também porque os fungos:
a) são procariontes, uni ou pluricelulares, enquanto os vegetais são eucariontes pluricelulares.
b) são exclusivamente heterótrofos, enquanto os vegetais são autótrofos ou heterótrofos.
c) não apresentam parede celular, enquanto todos os vegetais apresentam parede celular formada por celulose.
d) têm o glicogênio como substância de reserva energética, enquanto nos vegetais a reserva energética é o amido.
e) reproduzem-se apenas assexuadamente, enquanto nos vegetais ocorre reprodução sexuada ou assexuada.

GABARITO: D.

Disponível em: Projeto Medicina. Acesso em: 05 de julho de 2022.

Roteiro de estudos elaborado pela Professora Drª. Nathalie Lousan.
Revisão textual: Professora Daniela Leite Nunes.
Coordenação Pedagógica: Prof.ª Dr.ª Aline Bitencourt Monge

Talvez Você Também Goste

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.