Conteúdos

Este roteiro de estudos trata dos tipos de discurso, trazendo informações sobre o discurso direto e o discurso indireto. Contando com exercícios de vestibular, bem como com uma lista de materiais complementares sugeridos, busca auxiliar o aluno na consolidação dos conhecimentos relacionados ao tema.

● Tipos de discurso;

● Discurso direto;

● Discurso indireto;

● Transposição do discurso direto para o discurso indireto; e

● Discurso indireto livre.

Objetivos

● Entender quais são os tipos de discurso e as suas principais características; e

● Compreender como fazer uso dos diferentes tipos de discurso para interpretar e produzir textos em língua portuguesa.

Proposta de trabalho

Iniciaremos este roteiro de estudos verificando o que são e quais são os tipos de discurso. Na sequência, trataremos do discurso direto e do discurso indireto, bem como da transposição do discurso direto para o discurso indireto e do discurso indireto livre. Para finalizar, veremos alguns exercícios sobre o tema.

1ª Etapa: Tipos de discurso

discurso 1
Tipos de discurso (crédito: reprodução/Guia do Estudante). Acesso em: 2/2/22.

Os tipos de discurso são:

  • Discurso direto;
  • Discurso indireto; e
  • Discurso indireto livre.

Os diferentes tipos de discurso são empregados, nas produções do gênero narrativo, para introduzir os pensamentos e as falas das personagens, sendo que o uso depende da intenção do narrador. Isso porque cada um deles transmite a mensagem de forma distinta, conforme veremos nas próximas etapas.

2ª Etapa: Discurso direto

O uso do discurso direto se dá quando o narrador faz uma pausa em sua narração e transcreve de forma fiel o que foi dito pela personagem.

Nesse tipo de discurso, são utilizados os verbos de elocução (também chamados de verbos declarativos). Alguns dos mais comuns são:

  • afirmar;
  • dizer;
  • responder;
  • sugerir;
  • perguntar; e
  • exclamar.

Além disso, temos, no discurso direto, o uso de alguns recursos de pontuação:

  • dois pontos;
  • aspas; e/ou
  • travessão.

Exemplo de uso do discurso direto:

– A mulher afirmou:

– Irei ao teatro amanhã.

3ª Etapa: Discurso indireto

Temos o discurso indireto quando o narrador interfere e utiliza suas próprias palavras para reproduzir as falas da personagem.

Esse tipo de discurso ocorre em 3ª pessoa e dispensa o uso de travessão.

Os verbos de elocução também são utilizados no discurso indireto, acompanhados das conjunções que e se, que têm a função de separar a fala do narrador das falas da personagem.

Exemplo de uso do discurso indireto:

– A mulher afirmou que iria ao cinema no dia seguinte.

4ª Etapa: Transposição do discurso direto para o discurso indireto

É muito importante observar que, quando fazemos a transposição do discurso direto para o discurso indireto, diversos ajustes se fazem necessários, para que a voz da personagem possa ser reproduzida pelo narrador.

Vejamos, portanto, nos quadros comparativos abaixo, algumas questões importantes que precisam ser observadas quando da passagem do discurso direto para o discurso indireto:

Mudança das pessoas do discurso

tabela discurso
Mudança das pessoas do discurso (crédito: reprodução/Norma Culta). Acesso em: 4/2/22.

Mudança de tempos verbais

tabela discurso 2
Mudança de tempos verbais (crédito: reprodução/Norma Culta). Acesso em: 4/2/22.

Mudança da pontuação nas frases

tabela discurso 3
Mudança na pontuação das frases (crédito: reprodução/Norma Culta): Acesso em: 4/2/22.

Mudanças dos advérbios e adjuntos adverbiais

tabela discurso 4
Advérbios e adjuntos adverbiais (crédito: reprodução/Norma Culta). Acesso em: 4/2/22.

Exemplos práticos:

tabela discurso 5
Discursos (crédito: reprodução/Educa Mais Brasil). Acesso em: 4/2/22.

5ª Etapa: Discurso indireto livre

O discurso indireto livre caracteriza-se pela mistura do discurso direto e do discurso indireto.

Aqui, o narrador adere ao personagem e, além de reproduzir suas falas, também assume seu lugar e trata de seus sentimentos, desejos e sensações.

Exemplo de uso do discurso indireto livre:

– Era uma noite de inverno. Nossa, que frio!

6ª Etapa: Questões de vestibulares

Seguem abaixo alguns exemplos de como o tema usualmente aparece nas provas. O gabarito está depois das questões.

1) (ITA) Assinale a alternativa que melhor complete o seguinte trecho:

No plano expressivo, a força da ____________ em _____________ provém essencialmente de sua capacidade de _____________ o episódio, fazendo ______________ da situação a personagem, tornando-a viva para o ouvinte, à maneira de uma cena de teatro __________ o narrador desempenha a mera função de indicador de falas.

a) narração – discurso indireto – enfatizar – ressurgir – onde;

b) narração – discurso onisciente – vivificar – demonstrar-se – donde;

c) narração – discurso direto – atualizar – emergir – em que;

d) narração – discurso indireto livre – humanizar – imergir – na qual;

e) dissertação – discurso direto e indireto – dinamizar – protagonizar – em que.

2) (ESAN) “Impossível dar cabo daquela praga. Estirou os olhos pela campina, achou-se isolado. Sozinho num mundo coberto de penas, de aves que iam comê-lo. Pensou na mulher e suspirou. Coitada de Sinhá Vitória, novamente nos descampados, transportando o baú de folha.”

O narrador desse texto mistura-se de tal forma à personagem que dá a impressão de que não há diferença entre eles. A personagem fala misturada à narração.

Esse discurso é chamado:

a) discurso indireto livre

b) discurso direto

c) discurso indireto

d) discurso implícito

e) discurso explícito

3) Sobre o discurso indireto é correto afirmar, EXCETO:

a) No discurso indireto, o narrador utiliza suas próprias palavras para reproduzir a fala de um personagem.

b) O narrador é o porta-voz das falas e dos pensamentos das personagens.

c) Normalmente é escrito na terceira pessoa. As falas são iniciadas com o sujeito, mais o verbo de elocução seguido da fala da personagem.

d) No discurso indireto as personagens são conhecidas através de seu próprio discurso, ou seja, através de suas próprias palavras.

4) Faça a associação entre os tipos de discurso e assinale a sequência correta.

  1. Reprodução fiel da fala da personagem, é demarcado pelo uso de travessão, aspas ou dois pontos. Nesse tipo de discurso, as falas vêm acompanhadas por um verbo de elocução, responsável por indicar a fala da personagem.
  2. Ocorre quando o narrador utiliza as próprias palavras para reproduzir a fala de um personagem.
  3. Tipo de discurso misto no qual são associadas as características de dois discursos para a produção de outro. Nele a fala da personagem é inserida de maneira discreta no discurso do narrador.

( ) discurso indireto

( ) discurso indireto livre

( ) discurso direto

a) 3, 2 e 1.

b) 2, 3 e 1.

c) 1, 2 e 3.

d) 3, 1 e 2.

Questões disponíveis em: Brasil Escola.

Acesso em: 1 de fevereiro de 2022.

Gabarito

1) Alternativa “c”.

2) Alternativa “a”. O discurso indireto livre é um tipo de discurso misto, em que se associam as características do discurso direto e do indireto.

3) Alternativa “d”. Apenas no discurso direto as personagens ganham voz. Para construirmos um discurso direto, devemos utilizar o travessão e os chamados verbos de elocução, ou verbos dicendi.

4) Alternativa “b”.

Gabarito disponível em: Brasil Escola.

Acesso em: 1 de fevereiro de 2022.

Materiais Relacionados

Tipos de discurso: discurso direto, discurso indireto e discurso indireto livre – Português com Letícia.

Acesso em: 26 de janeiro de 2022.

Tipos de discurso – Língua portuguesa – 7º ano – Ensino Fundamental – Canal Futura.

Acesso em: 26 de janeiro de 2022.

Discurso direto e indireto – Khan Academy Brasil.

Acesso em: 26 de janeiro de 2022.

Discurso direto, indireto ou indireto livre – Khan Academy Brasil.

Acesso em: 26 de janeiro de 2022.

A fofoca é um gênero textual? – Professor Noslen.

Acesso em: 26 de janeiro de 2022.

Talvez Você Também Goste

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.