Conteúdos

Este roteiro de estudos aborda os conectivos da língua portuguesa, trazendo a definição e informações sobre a sua importância na construção de textos, além de tratar de suas funções e de como utilizar. Ao final, são propostos exercícios de fixação.

Objetivos

  • Entender o que são os conectivos;
  • Compreender como utilizar os conectivos para escrever textos em língua portuguesa.

Conteúdos / Objetos do conhecimento:

  • O que são conectivos?
  • Quais são as funções e como utilizar os conectivos?
  • Sugestões de exercícios de fixação.

Palavras-chave:

Língua portuguesa. Redação. Conectivos.

Proposta de trabalho:

Este roteiro de estudos busca fornecer aos alunos conhecimento sólido sobre o uso de conectivos na construção de textos coesos e coerentes.

Bons estudos!

1ª Etapa: O que são conectivos?

Conectivos são palavras, expressões ou elementos da língua que desempenham o papel de conectar diferentes partes de um texto, como palavras, frases ou orações. Sua principal função é estabelecer relações de sentido, seja de adição, contraste, causalidade, tempo, entre outras, tornando a comunicação mais clara e coesa.

Os conectivos desempenham um papel fundamental na construção de textos bem estruturados, garantindo a fluidez e a organização das ideias, tanto na escrita quanto na fala. Conhecê-los e utilizá-los corretamente é essencial para a expressão eficaz na língua portuguesa.

Para saber mais sobre os conectivos, acesse:

Conectivos textuais – Brasil escola.

Acesso em: 23 de outubro de 2023.

2ª Etapa: Quais são as funções e como utilizar os conectivos?

Os conectivos podem pertencer a diversas classes de palavras (conjunção, preposição, advérbio etc.), exercendo variadas funções em um texto e contribuindo para a sua coesão e clareza.

Vejamos:

  • Adição (indica soma ou acréscimo de informações):

Exemplo 1: “Além disso, a festa contou com música ao vivo e dança.”

Exemplo 2: “Também, os convidados desfrutaram de um delicioso banquete.”

  • Contraste – estabelece uma diferença ou oposição entre elementos:

Exemplo 1: “Ele é extrovertido; contudo, ela é bastante tímida.”

Exemplo 2: “Enquanto alguns preferem o verão, outros gostam do inverno.”

  • Causalidade – mostra a causa ou motivo de algo:

Exemplo 1: “Como estudou muito, obteve um ótimo resultado no exame.”

Exemplo 2: “Devido à chuva, a partida de futebol foi adiada.”

  • Tempo – indica a relação temporal entre eventos:

Exemplo 1: “Primeiro, assistiremos à palestra e, em seguida, teremos um intervalo.”

Exemplo 2: “Antes de sair, lembre-se de desligar todos os aparelhos eletrônicos.”

  • Comparação – estabelece comparações entre elementos:

Exemplo 1: “João é tão inteligente quanto sua irmã.”

Exemplo 2: “A economia do país cresceu mais rapidamente do que a do vizinho.”

  • Conclusão – indica uma conclusão ou resultado:

Exemplo 1: “Estude com dedicação; assim, você alcançará o sucesso.”

Exemplo 2: “Portanto, podemos concluir que a pesquisa foi bem-sucedida.”

  • Condição – apresenta uma condição para que algo ocorra:

Exemplo 1: “Se você praticar regularmente, melhorará suas habilidades.”

Exemplo 2: “A menos que estude, não passará na prova.”

  • Finalidade – mostra o propósito de uma ação ou evento:

Exemplo 1: “Ela estudou bastante para que pudesse se destacar na competição.”

Exemplo 2: “Ele trabalha arduamente a fim de garantir o sustento da família.”

Essas funções dos conectivos ajudam a criar uma estrutura coesa e lógica no texto, facilitando a compreensão das relações entre as ideias apresentadas.

Para saber mais sobre o uso e as funções dos conectivos, acesse:

Os melhores conectivos para usar na redação do Enem – Prof. Vinícius Oliveira

Acesso em: 23 de outubro de 2023.

Redação Enem: como usar conectivos? – Imaginie redação

Acesso em: 23 de outubro de 2023.

3ª Etapa: Exercícios de fixação

Exercício 1:

Identifique o conectivo de adição na seguinte frase e explique a sua função: “Ela gosta de nadar e correr.”

Exercício 2:

Localize o conectivo de contraste na frase “Ele adora calor, mas ela prefere o frio.” e explique sua função.

Exercício 3:

Na frase “Como estudou muito, tirou a nota máxima”, encontre o conectivo de causalidade e explique por que ele indica uma causa.

Exercício 4:

Identifique o conectivo de tempo na frase “Primeiro, ela acordou cedo; depois, foi para a escola.” e explique sua função.

Exercício 5:

Na frase “O time de futebol é tão bom quanto o time de basquete.”, aponte o conectivo de comparação e explique como ele estabelece uma relação entre os elementos.

Exercício 6:

Encontre o conectivo de conclusão na frase “Ele estudou muito, portanto passou no exame.” e explique como ele indica uma conclusão.

Exercício 7:

Identifique o conectivo de condição na frase “Se você praticar, melhorará suas habilidades.” e explique sua função.

Exercício 8:

Na frase “Ela estuda para que possa se tornar uma médica.”, encontre o conectivo de finalidade e explique o propósito expresso.

Exercício 9:

Reescreva a seguinte frase utilizando um conectivo de sua escolha para torná-la mais coesa: “Maria gosta de esportes. Maria também gosta de ler.”

Exercício 10:

Em um parágrafo de um texto de sua escolha, destaque três exemplos de conectivos e explique suas funções no contexto do parágrafo.

GABARITO:

1: Conectivo: “e”

Função: O conectivo “e” indica adição, unindo as duas ações de gostar de nadar e correr.

2: Conectivo: “mas”

Função: O conectivo “mas” estabelece contraste, indicando a preferência oposta entre calor e frio.

3: Conectivo: “Como”

Função: “Como” é um conectivo causal que indica a razão pela qual tirou a nota máxima.

4: Conectivo: “Depois”

Função: “Depois” indica uma relação temporal, mostrando a sequência das ações de acordar cedo e ir para a escola.

5: Conectivo: “tão…quanto”

Função: “tão…quanto” estabelece uma comparação de igualdade entre o time de futebol e o time de basquete.

6: Conectivo: “portanto”

Função: “Portanto” sinaliza uma conclusão lógica a partir do estudo intensivo.

7: Conectivo: “Se”

Função: “Se” introduz uma condição que, quando satisfeita (praticar), levará a uma consequência (melhorará as habilidades).

8: Conectivo: “para que”

Função: “Para que” expressa a finalidade da ação de estudar, que é se tornar uma médica.

9: Frase reescrita: “Maria gosta de esportes e também de ler.”

Conectivo adicionado: “e também”

Função: “e também” serve para adicionar a informação de que Maria gosta de ler, mantendo a coesão.

10: O gabarito dependerá do parágrafo escolhido pelo aluno, mas ele deve destacar os conectivos presentes e explicar suas funções dentro do contexto do parágrafo.

Roteiro de estudos elaborado pela professora Daniela Leite Nunes.

Coordenação pedagógica: prof.ª dr.ª Aline Bitencourt Monge.

Crédito da imagem: Freepik.com

Talvez Você Também Goste

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.