“Nós fazemos coisas diferentes, com nossas próprias mãos e com o nosso ponto de vista”. Esta é a declaração de Isabela Narvais, 16 anos, que passou a aprender na escola a produzir vídeos para o YouTube. A estudante faz parte de um projeto da Escola Internacional, em Barueri (SP), em que os alunos produzem vídeos com os conteúdos aplicados em sala de aula e depois publicam no YouTube.

O educador Felipe Parra, professor de audiovisual do projeto, destaca que para muitos professores o YouTube é uma realidade muito distante, mas é preciso tentar entender do que os alunos gostam, trazer para sala de aula e usar para fins pedagógicos. Para ajudar nessa questão, o NET Educação conversou com alunos e educadores e aponta algumas dicas de como fazer isso.

Assista outros programas do NET Educação:

Escola em São Paulo utiliza o YouTube como ferramenta pedagógica
Mapa conceitual: aprenda a usá-lo em sala de aula para dinamizar o ensino
Alunos trabalham com novas tecnologias da comunicação em projeto
Imprensa Jovem utiliza jornalismo como ferramenta para reforço escolar
NET Educação recebe prêmio no 15º Marketing Best Sustentabilidade
Creche pública em São Paulo tem yoga e shantala na atividade

Deixe um comentário

Please Login to comment

Talvez Você Também Goste

Como levar conceitos da geopolítica para os alunos do ensino médio?

Lei que prevê psicólogos na escola pode sobrecarregar a instituição, avalia pesquisador

Para melhorar a convivência escolar, professores têm formação em Sumaré

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.