Relacionar palavras, verbos, preencher lacunas e formar um diagrama. Assim nasce um mapa conceitual. Uma estrutura que possibilita a organização de um conhecimento de maneira clara, objetiva e inteligente, dinamizando o ensino.

O NET Educação conversou com o professor Escola de Artes, Ciências e Humanidades (Each) da USP Paulo Correa, quem destaca ser “importante o uso do mapa, porque ele traz à tona as ideias, conceitos e as relações sobre um dado assunto que estão em nossa estrutura cognitiva, mas de uma maneira muito bagunçada”.

“Ao organizar as ideias passamos a perceber o que sabemos e o que não sabemos e a identificar oportunidades para o próximo aprendizado", aponta ele. Ainda, de acordo com o educador, essa autorregulação da aprendizagem é uma das competências mais importantes para a educação no século XXI.

Assista outros programas do NET Educação:
Alunos trabalham com novas tecnologias da comunicação em projeto
Imprensa Jovem utiliza jornalismo como ferramenta para reforço escolar
NET Educação recebe prêmio no 15º Marketing Best Sustentabilidade
Creche pública em São Paulo tem yoga e shantala na atividade
Crianças contam com yoga como prática educativa em creche de SP
‘Estudo do Meio’ pode melhorar fixação de conteúdo pelos alunos

Deixe um comentário

Please Login to comment

Talvez Você Também Goste

Como levar conceitos da geopolítica para os alunos do ensino médio?

Lei que prevê psicólogos na escola pode sobrecarregar a instituição, avalia pesquisador

Para melhorar a convivência escolar, professores têm formação em Sumaré

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.