Auxiliar o aprendizado de estudantes e mantê-los estimulados são desafios enfrentados por muitas famílias na pandemia de covid-19. O universitário Diego Peres, de 24 anos, morador do Parque Independência, em São Paulo (SP), viu de perto as dificuldades aumentarem no bairro onde cresceu. Isso o motivou a criar o projeto “Da Periferia para o Mundo”, que auxilia alunos do 6° ao 9° ano do ensino fundamental de escolas públicas por meio de aulas online, plantões de dúvidas e mentorias.

Todas as atividades são gratuitas, e os custos do projeto são financiados por meio de doações. O objetivo é ajudar os jovens que estão estudando para entrar em universidades, escolas técnicas e institutos federais. Além das aulas de reforço, os alunos ainda podem participar de um clube do livro, com a professora Barbara Cruz.

Peres defende que o projeto pode crescer ainda mais, e comenta ter o sonho de abrir um espaço físico para atender estudantes em situação de vulnerabillidade. “Cada um carrega o mundo dentro de si. Então se você ajuda uma pessoa, você ajuda o mundo inteiro”, finaliza.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Contação de histórias ajuda a ensinar cultura africana na escola

Como implementar a lei do ensino de história e cultura afro-brasileira e indígena nas escolas?

Qual o papel da escola no combate à violência contra crianças?

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.