Buscar formas atraentes para engajar os estudantes na rotina da escola e oferecer atividades diferenciadas, levando em conta os interesses e a realidade desses jovens. Foi com essa premissa em mente que a EMEF Professor Florestan Fernandes passou a oferecer oficinas de educomunicação no contraturno para crianças e adolescentes.

Os alunos ingressantes no projeto são orientados pelos colegas mais experientes, que atuam como mediadores e oferecem pequenas formações em fotografia e filmagem, edição de áudio e vídeo, criação de conteúdo para redes sociais e produção de texto para a realização de coberturas jornalísticas, dentro e fora do ambiente escolar. As reportagens vão para o jornal mural, exposto no pátio e nos corredores, para o programa de rádio semanal da escola, para o blog e para o YouTube.

Para a educadora responsável pela iniciativa, a professora de informática educativa Helena Moreira, além da aprendizagem específica das diferentes linguagens da comunicação, a participação nesse tipo de atividade aproxima os estudantes da instituição de ensino, o que gera mudanças de comportamento. “Nós tínhamos muitos alunos que apresentavam um comportamento difícil. Ao participar, existe uma transformação”, concorda o diretor Marivaldo dos Santos Souza.

“O que eu percebo é que ela está ficando mais autônoma, mais protagonista das ações dela. Mas, além de tudo, o mais importante é que esse projeto está inspirando sonhos na minha filha. Isso é fundamental. Crianças, jovens e adolescentes precisam sonhar”, avalia Maria Vilma Perez, mãe de Isabela, aluna do 5º ano.

2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Vilma Alves
Vilma Alves
5 anos atrás

Como não se encantar com tudo isso!
Agradeço a oportunidade de poder ter minha filha Isabella Alves nesta escola, neste projeto e com essas pessoas.
PARABÉNS por esta edição linda e verdadeira!
Bruno Mazocco virei sua fã! Excelente trabalho!

Avatar
Florestan Fernandes
5 anos atrás

Foi um momento muito especial para nós Educomunicadores da Escola Florestan. E agora, vendo o vídeo pronto, é muito gratificante porque enaltece o nosso trabalho, nossos meninos podem se ver, suas famílias podem apreciar seus filhos sendo protagonistas, então isso é maravilhoso. Agradecemos ao Instituto Net Claro por ter nos escolhido para mostrar sua responsabilidade social, seu engajamento com a educação através dos nossos Educomunicadores. Helena Moreira

Talvez Você Também Goste

Contação de histórias ajuda a ensinar cultura africana na escola

Como implementar a lei do ensino de história e cultura afro-brasileira e indígena nas escolas?

Qual o papel da escola no combate à violência contra crianças?

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.