A ideia para um aplicativo surgiu no trabalho de conclusão de curso de Joyce Querubino, de 23 anos, no ano passado. Quando compartilhou um vídeo explicando o que tinha feito e como gostaria de aprimorar em uma rede social, ela foi aconselhada a se inscrever na 10ª edição do Campus Mobile. E foi então que seu projeto ganhou outra dimensão. Depois de várias capacitações e mentorias, o aplicativo LoriComunica evoluiu e mudou até de nome. O que não mudou foi o propósito inicial: ser um meio de comunicação para quem tem alguma limitação na comunicação verbal, sejam pessoas não oralizadas ou diagnosticadas com paralisia cerebral, autismo ou que tenham sofrido um acidente vascular cerebral.

O projeto mobile funciona com um conjunto de cartões com imagens ilustrativas. Ao serem clicados, eles reproduzem, por meio de uma voz sintética, o som do item. O aplicativo também funciona para quem tem algum comprometimento dos membros superiores, podendo ser acionado por movimento de piscar os olhos ou sorrir. A ideia de Joyce foi se delineando durante as diversas fases do Campus Mobile e acabou sendo a vencedora da categoria Saúde.

Joyce Querubino
Joyce Querubino, idealizadora do LoriComunica (crédito: acervo pessoal)

“Minhas maiores dificuldades ao programar o protótipo foram as tecnologias que eu queria usar. Tive que pesquisar muito a fundo sobre cada arquitetura e biblioteca”, lembra a bacharel em Ciência da Computação. Ela garante que amadureceu no processo: “Consegui aprender através das palestras, adentrar nesse mundo de startups, validar minha ideia, fazer um pitch e conhecer muitas pessoas maravilhosas”.

Próximos passos

A jovem pretende levar o projeto adiante e desenvolver mais aplicativos nessa linha. “Espero poder abrir minha própria empresa, e para isso já estou participando de acelerações e me inscrevendo em outras competições. Quero publicar meu aplicativo e criar muitos outros focados em ajudar pessoas com limitações”, conta.

Agora, a ansiedade é para a viagem para o Vale do Silício, um dos prêmios aos ganhadores da edição. “Estou com um misto de felicidade e nervosismo para sair do país pela primeira vez”, comemora Querubino.

Veja mais:

Conheça os vencedores da 10ª edição do Campus Mobile

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Talvez Você Também Goste

Geral

11ª edição do Campus Mobile prorroga inscrições

Estudantes e egressos de graduação, mestrado e doutorado podem se inscrever até 27/11

há 1 mês
Geral

Vencedores do Campus Mobile exploram empresas do Vale do Silício

Em razão da pandemia, mobilianos da 8ª e da 9ª edição fazem viagem para os EUA este ano

há 2 meses
Geral

BeeApp usa tecnologia de Internet das Coisas para gerenciar criação de abelhas

Aplicativo foi o vencedor da categoria Smart Farms na 10ª edição do Campus Mobile

há 2 meses
Geral

Aplicativo Glub ensina educação financeira para crianças de maneira lúdica

Projeto foi o vencedor da 10ª edição do Campus Mobile na categoria Games

há 2 meses

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.