A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) realizou um estudo sobre a diversidade sexual na educação e as problematizações sobre a homofobia nas escolas. A pesquisa relevou que 40% dos alunos já sofreram agressão física na escola por conta de sua opção sexual. Outra pesquisa, realizada pelo mesmo organismo, divulgou que, pelo menos, 50% dos professores declaram não saber como abordar os temas relativos à homossexualidade em sala de aula. A psicóloga Maria Amélia Güllnitz Zampronha foi aos estúdios do NET Educação para debater o assunto e indicar como deve ser a abordagem nos espaços de ensino.

Assista outros programas do NET Educação:
Biblioteca de Paraisópolis é local de apoio para alunos da comunidade estudarem

Especialistas debatem uso da tecnologia em sala de aula
Música clássica é usada para educar crianças de comunidade
Educar por meio da dança traz benefícios aos alunos
O que está por trás do conceito de educação integral?
Criar contextos para a aprendizagem é necessidade atual
Discriminação racial na sala de aula ainda existe

Deixe um comentário

Please Login to comment

Talvez Você Também Goste

Lei que prevê psicólogos na escola pode sobrecarregar a instituição, avalia pesquisador

Para melhorar a convivência escolar, professores têm formação em Sumaré

Retorno de alunos com deficiência às escolas especializadas é retrocesso, avalia psicopedagoga

Receba NossasNovidades

Receba NossasNovidades

Assine gratuitamente a nossa newsletter e receba todas as novidades sobre os projetos e ações do Instituto Claro.